Prefeitura nos bairros: trator passa por cima de quatro casas na periferia de Araguaína

Quatro casas são demolidas pela prefeitura de Araguaína do Parque Bom Viver

IMG_4927A prefeitura de Araguína demoliu na tarde desta sexta-feira, 16, quatro casas localizadas no Parque Bom Viver, região próxima ao Setor Barros. Segundo moradores, os agentes do DEMUPE (Departamento Municipal de Posturas e Edificações) chegaram com a polícia e tratores e foram imediatamente autorizando as demolições sem nenhum tipo de notificação prévia sobre alegação de que os imóveis estavam sendo construídos em áreas que pertencem ao município de Araguaína.

Os moradores questionam: “O que leva um órgão público tomar uma decisão extrema como essas contra famílias pobres da periferia de Araguaína? Truculência; despreparo; ou falta de Deus no coração do administrador do município de Araguaína?”.

De acordo com moradores, a área já está ocupada a mais de 20 anos por dezenas de famílias, entretanto só agora na gestão do prefeito Ronaldo que alguns deles tiveram imóveis demolidos. E completou: “Por mais que nas casas que foram demolidas pela prefeitura não havia ninguém morando nelas, os proprietários foram prejudicados por causa do dinheiro investido na sua edificação. Eles não derrubaram paredes somente, mas também o sonho de nossas famílias de ter uma moradia própria”, disse índio que teve a casa demolida.

PREFEITA SILVIA MACHADO É DESTAQUE NA REGIÃO NORTE DO ESTADO

Prefeita Silvia Machado tem se destacado pela sua atuação frente à administração do município

 IMG-20150828-WA0014 (1)A Prefeita Silvia Machado vem se destacando por cumprir seu papel Gestora Pública comprometida com o progresso da cidade de Xambioá é referência na região norte do Estado do Tocantins, pois mesmo com a crise que se instalou no País o município de Xambioá ainda consegue quitar a folha de pagamentos em dia, fornecedores e construir obras de grande valor para a população local.

A atual administração é a que mais construiu em Xambioá, construiu pontes nos assentamentos Limeira, Caçador, Grota de Lajes e sobre o Córrego Gameleira, sonho dos habitantes da região há muitos anos, recuperou as estradas vicinais e instalou bueiros duplos e simples em toda a extensão das estradas dos assentamentos, tem disponibilizado veículo para o transporte dos produtos dos feirantes, além de promover como nunca se houve na história de Xambioá a aproximação dos populares da Zona Rural com a administração pública, com uma secretaria de agricultura atuante e audaciosa.

Na área da educação tem promovido grandes feitos, como a reforma e ampliação das escolas municipais, da Creche Rodolfo Malinsk e valorização dos servidores, com a aprovação do Plano Municipal de Educação.

A Saúde merece destaque com os programas que são realizados pela secretaria, com profissionais capacitados para atender melhor ao cidadão xambioaense, com a disponibilidade de profissionais especialistas na área da medicina, como cardiologistas, médicos ortopedistas e pediatras que atendem ao município. Além de ter uma equipe comprometida com a qualidade do atendimento no Setor de Regulação, órgão responsável por conseguir vagas em outros estabelecimentos quando não é possível de atender aos pacientes em nosso Município.

As ruas de Xambioá estão sendo recuperadas com a pavimentação de bloquetes, inclusive com a instalação de uma fábrica de bloquetes que irá servir para a recuperação total das ruas da cidade.

A administração de Silvia Machado mostra a possibilidade da prefeita ser reeleita, devido seu sucesso frente à gestão municipal. Se destacando pelo seu respeito aos funcionários públicos e atenção à população local.

 

Em Araguaína, Dimas anuncia mais medidas para corte de gastos

Entre as medidas estão as reduções no quadro funcional e no número de secretarias; serão duas a menos

 Credito Marcos Filho-Ascom (R577A)O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, reuniu a imprensa na manhã desta quinta-feira, 1º, em seu gabinete, para anunciar mais ajustes na máquina pública. A meta é o corte de custos administrativos e de pessoal de 20% em cada secretaria e a fusão de quatro secretarias em apenas duas. Durante a coletiva, o prefeito reafirmou que esta não é a primeira medida e que já vem tomando decisões para diminuir o quadro funcional em todas as secretarias. Participaram da reunião o presidente da Câmara Municipal, Marcus Marcelo, o vereador Divino Betânia Jr, e o secretário municipal da Fazenda, Fabiano Souza.

 O gestor iniciou a entrevista falando da crise nacional, que tem afetado os municípios brasileiros, e expôs que, desde o primeiro semestre deste ano, Araguaína está sufocada com a receita que não cresceu na proporção dos custos. Demonstrando os gráficos no datashow, o prefeito demonstrou que a receita de 2014 para 2015 sofreu uma queda significativa. “Este ano estamos em uma clara tendência de queda da receita desde abril. Só de Fundo de Participação dos Municípios (FPM) foi 24% a menos”, justificou Dimas.

 O prefeito falou também que, neste momento, haviam duas possibilidades: elevar os tributos municipais ou diminuir o quadro funcional. Ele optou pela segunda alternativa, a fim de não levar a conta para o cidadão araguainense e reduzir os custos com a Prefeitura.

 Cortes

O corte de custos administrativos e de pessoal é de 20%, em todas as secretarias representa uma média de 300 funcionários, contratados, nomeados e em cargos de comissão (comissionados). A meta é economizar em média de R$ 1,5 a 2 milhões mensais. “Cortar as despesas para que tenhamos continuidade das ações desenvolvidos pelo Município”, disse o prefeito, acrescentando que as medidas serão tomadas nos próximos 15 dias. “Pelos números apresentados até agora, a previsão é que até o final do ano nossa receita esteja R$ 30 milhões a menos do que tínhamos previsto”, informou.

 

Segundo o prefeito, os secretários estão avaliando a adequação em cada pasta para que o corte não prejudique o atendimento à população. “Com a redução, vamos manter a eficiência e a eficácia do serviço público, sem afetar o cidadão”, assegurou.

 Fusão

Logo depois, o prefeito anunciou a fusão administrativa das secretarias da Habitação com o Trabalho e Ação Social e a incorporação da Esporte, Cultura e Lazer à Educação. O prefeito também destacou a importância de enxugar a máquina.

 Questionado sobre a redução de salários do prefeito e secretários, Dimas destacou que não há essa possibilidade, já que pode gerar demandas judiciais e criar um imbróglio jurídico. “Após análise na Procuradoria, optamos reduzir em número de trabalhadores que forem adequados, enxugar a máquina para não gerar despesas com processos posteriormente. Pois o salário é direito adquirido e a redução de salários é claramente proibida pela Constituição Federal”, explicou Dimas.

 Governo

O prefeito reforçou que, em grande parte, a diminuição da receita também se deve à dívida do Governo do Estado com a população de Araguaína, que se aproxima dos R$ 10 milhões em repasses obrigatórios que não foram realizados regularmente somente este ano. São recursos para a saúde, educação, ação social e convênios de obras. “Espero que esse reequilíbrio aprovado pelo aumento de tributos do Governo do Estado pelo menos possa regularizar os repasses do Estado para com o Município”, disse.

 Apesar disso, Dimas assegurou que as obras em andamento na cidade não serão paralisadas e que vai dar continuidade a todas elas. “Os serviços que estão sendo realizados em toda a cidade são muito importantes. Essa medida visa proteger os recursos destinados a esse objetivo”, assegurou o prefeito, reafirmando que as atividades aqui desenvolvidas não serão afetadas.

 Valores

Nos últimos quatro meses, segundo a Secretaria da Fazenda, a Receita do Fundo de Participação dos Município (FPM) caiu em 24.65%, saindo de R$ 6.014.340,82 em maio para R$ 4.532.008.93 em agosto. O prefeito lembrou também que Araguaína não sofre tanto com a crise por ter outras fontes de receita. “Essas receitas é que estão equilibrando e mantendo um certo padrão ao longo do ano”, afirmou.

 De acordo com a Secretaria da Administração, na cidade, há um total de 2.529 funcionários efetivos, 264 comissionados e 733 contratados. Os terceirizados somam 1.032 pessoas. Atualmente, Araguaína contabiliza 4.558 funcionários no quadro. Com a redução, o quadro deverá cair para pouco mais de 4.250 servidores.

Deputado Lázaro Botelho solicita ao MEC criação de Universidade Federal para o Norte do Tocantins

ddddwO deputado federal Lázaro Botelho (PP-TO) reuniu-se nesta quinta-feira, 25, na sede do Ministério da Educação (MEC), em Brasília, com o Secretário de Ensino Superior Dr. Jesualdo Pereira Farias, para tratar da proposta de criação da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT).

O parlamentar entregou a minuta elaborada por um grupo de professores e especialistas, onde fica demonstrada a importância e viabilidade da proposta, que vem recebendo grande apoio de toda a comunidade dos 42 municípios das microrregiões de Araguaína e do Bico do Papagaio.

 Lázaro esclareceu que a região norte do Tocantins apresenta características sociais, econômicas, culturais e geográficas que justificam a criação da UFNT e que as bases para isso já existem. “A criação da UFNT é muito viável, pois com o desmembramento dos campi da UFT de Tocantinópolis e Araguaína, a nova universidade já nasce com uma grande estrutura, que seria ampliada gradativamente com a criação de novos campi em outras cidades da região norte” Declarou o parlamentar tocantinense.

 O Secretário de Ensino Superior disse ao Deputado que a proposta é muito bem vinda e que poderá tornar-se realidade. Farias informou ainda que determinará a elaboração de estudos preliminares para melhor subsidiar as discussões a respeito da proposta trazida pelo Deputado.

 Acompanhado do Prefeito de Colinas do Tocantins, José Santana (PT), Lázaro solicitou que fosse marcada uma nova reunião em outubro, para tratar do assunto, com as presenças dos técnicos do MEC e representantes do grupo de docentes da que preparou a minuta.

 

Moradores dizem que Dimas prometeu melhorias para o Setor Sul, mas ainda não cumpriu

GEDSC DIGITAL CAMERAOs moradores do Setor Sul, em Araguaína, vivem numa realidade bem deferente de quem mora no centro da cidade. Sequência de governos ineficientes resulta em bairros abandonados pelo poder público municipal.

 A presença do poder público não é sentida nesses bairros há anos. Quer uma prova disso? Ruas que nunca foram pavimentadas e são cheias de buracos; falta de roçagem, falta de saneamento básico e sérios problemas no abastecimento de água, e a sim que vive os moradores do Setor Sul, aonde o IDH (Índice de Desenvolvimento Humanos) ainda é muito baixo.  

 O crescimento desordenado gera inúmeros problemas aos moradores. São casas construídas sem estrutura, até mesmo sem energia elétrica. Grandes quantidades de lixo amontoam-se na maioria das ruas, pois o caminhão que faz a coleta não consegue acessá-las devido à quantidade de buracos, situação que piora ainda mais quando inicia o inverno. Fica difícil transitar em qualquer uma das ruas do Setor Sul.

 No Setor Sul não existe praças ou espaços públicos que possibilitem a prática de esportes ou atividades de lazer. É preciso que o poder público tome providências e dê um fim a todo esse descaso. Quanto mais cedo melhor, haja visto que a população do Setor Sul tem crescido rapidamente. A quantidade de famílias e residências aumentam e consequentemente a quantidade de problemas também.

 Os moradores reclamam e acusam o prefeito Ronaldo Dimas de ter prometido melhorias, mas até o momento não fez nada e completou dizendo: “O prefeito Ronaldo Dimas prometeu para nós, mas até esse momento ele não cumpriu. Estamos abandonados pelo poder público municipal. Aqui falta tudo: comida; moradias decentes; até mesmo esperança de que um dia possamos ter direito a cidadania plena”. Desabafou seu Joaquim.

Por: Geovane Oliveira

Dimas lança “pacote” de promessas no setor Oeste

20150916_100111O prefeito Ronaldo Dimas laçou na manhã desta quarta-feira, 16 de setembro, um “pacote” de promessas que incluirá pavimentação asfáltica de três bairros de Araguaína, entre eles o setor Oeste. O custo da obra gira em torno de 11 milhões de reais.

Nos momentos de crises onde o governo federal e do estado dizem não ter dinheiro, e cortam gastos. Por outro lado, o prefeito lança obras no valor de 11 milhões. Em meio a tamanha crise, ele terá que ‘fincar os joelhos no chão’ e fazer muitas promessas para que os santos o ajude na liberação dos recursos para conclusões   das obras.

Resta saber se, nesse momento de crise Dimas vai encontrar um santo desocupado para ouvir seus pedidos. Isso porque os recursos estão garantido através   do ‘Programa Pró-Tranporte’.do Governo Federal .

O prefeito Ronaldo Dimas, durante o lançamento   das obras dos setores, garante que elas serão concluídas: “ Os recursos para início dos serviços na região, está  orçados em R$ 11.784.021,35, foram garantidos através de um financiamento através da Caixa, por meio do FGTS, e Mistério das Cidades, através do Programa Pró-Transportes, com repasses no valor total de R$ 7.750.000,00. A obra conta também com contrapartida da Prefeitura no valor de R$ 4.034.021,35”.

Cooperlota teve crédito negado por instituição financeira

IMG_4831A coopelota plateia junto as instituições financeiras o financiamento de 50 ônibus para fazer o transporte coletivo da cidade de Araguaína a vários meses , mas foi negado . Agora a cooperativa tentará financiar apenas 30 ônibus, de acordo com o que informou uma fonte ao omelhordaamazônia.

Ainda de acordo com a mesma fonte o prefeito Ronaldo Dimas estaria sendo pressionando por um vereador que é padrinho político da cooperativa – o qual não teve o nome revelado-, a esperar mais um pouco para ver ser um novo financiamento será pleiteado junto aos bancos brasileiros e estrangeiros.

O MPE estadual já estaria estudando a possibilidade de mover uma ação na justiça para penalizar o prefeito Ronaldo Dimas em virtude  do contrato do município com a Coopelota. Um pedido de afastamento da atual gestão não estaria descartado  .

Câmara Municipal: São João passou, mas fogueira continua queimando e promete sapecar a pele, osso e a alma dos vereadores

Montagem
Montagem

As fogueiras de São João acontecem nos meses de junho e julho. Nessa época,  elas pipocam por todos os cantos do País.

 As fogueiras servem para  confraternização de rodas de compadres, mas servem também  principalmente para   lembrar a danada da traição do discípulo Pedro, quando traiu Jesus de madrugada  ao redor de uma fogueira. De lá para cá, as fogueiras viraram tradição.

 Em Araguaína, principalmente na Câmara de vereadores,  existe uma  fogueira que  está queimando pele,  osso,  alma  e até a consciência dos vereadores que caíram em desgraça junto à população.  O descrédito é geral.   De  A a Z a rejeição por parte da população é completa, quase ninguém se salva da fogueira, que mais parece fogo  em roça seca  no mês de setembro.

  A cada dia a fogueira da impopularidade dos nobres vereadores esquenta cada vez mais. E todo o dia tem gente colocando  na fogueira lenha de angico para esquentar ainda mais .Do jeito que a coisa vai não vai sobrar nem cinzas para contar a história.

 Mas a fogueira só está queimando a imagem dos vereadores é porque ninguém mais acredita neles. Tudo que eles falam na Câmara ninguém leva a sério. Uma hora metem o espeto quente nas costelas do prefeito; outra hora estão em fila no gabinete do prefeito  pedindo favores, como emprego para familiares.

 No plenário é muita conversa fiada, só discutem o desnecessário, parece que estão vendendo periquito na  feira ou fazendo apologia ao jumento, ninguém entende nada. Quando estão pela frente é Vossa Excelência pra lá, é Vossa Excelência pra cá, mas por trás metem a faca nas costas uns dos outros sem dó.

 As  brigas entre eles não param, é um querendo passar a rasteira no outro. Daqui para frente a disputa deles será no osso de peito de galinha ( ganhador) para saber quem continua ou quem sai.

 É… A fogueira está queimando  sem piedade. Mas foram os próprios vereadores que acenderam o fogo que vai queimar tudo pela frente, não vai sobrar nem raiz, nem ramo, nem mesmo os ternos dos parlamentares.

 A fogueira está na temperatura máxima e deverá sapecar quem estiver pela frente, os puxa-sacos, até o puxadinho vai ficar sapecado, também a verba de gabinete, tudo vai ficar só um torrão, igual toco de buriti queimado.

 Quem vai se salvar da fogueira? Poucos? Nenhum? Não há mais tempo para sair da fogueira.  Vão ser sapecados e a culpa é deles mesmos. Eles mesmo juntaram a lenha, fizeram a fogueira e caíram dentro do fogo que é mais quente que o do inferno.

 Salve-se quem puder da fogueira.

Agência publica resolução sobre regularidade do transporte

capture-20150818-044428A Agência Tocantinense de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (ATR) publicou no Diário Oficial do Estado do Tocantins (DOE), na edição da última sexta-feira, 14, a Resolução nº 080/2013, art. 28, que autoriza a instalação de levantamento, organização e comprovação de dados, para apuração de regularidade operacional referente aos permissionários do Serviço de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros, nas modalidades convencional e alternativo.

Para o presidente da ATR, Jota Patrocínio, a resolução objetiva assegurar a prestação de serviços adequados, satisfazendo as condições de regularidade, continuidade, eficiência, segurança, atualidade e modicidade nas suas tarifas “É indispensável que instauremos com transparência esse procedimento para que apuremos a regularidade operacional do transporte rodoviário do nosso Estado”, frisou.

De acordo com a resolução, os permissionários devem apresentar cópias autenticadas do Certificado de Registro Cadastral; Esquema Operacional; Termo de Compromisso de cada linha operacionalizada; Certificado de Registro e Licenciamento Veicular; Comprovante de endereço; Laudo de Inspeção Técnica Veicular e Seguro de Responsabilidade Civil Obrigatória.

O recebimento da entrega da documentação inicia na segunda-feira, 24 de agosto, para os cooperados junto a Coopertato, Cootatinópolise Transcooper. Nos dias 25 e 26, o prazo será para os cooperados da Cooperban e nos dias 27 e 28 para os cooperados da Cootins. Os documentos serão recebidos, via protocolo, no Posto de Serviços da Agência de Regulação (ATR), localizado na Rodoviária de Palmas-TO, na Quadra 1.212 Sul, Avenida LO27, Plano Diretor, CEP 77024-540. O atendimento via telefone (63) 3218.1773, será realizado no horário comercial, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Vereadores dão ultimato a Dimas: Ou diminui espaço de Elenil ou vai ter “racha”

IMG_4847Vereadores de Araguaína retonaram do recesso nesta segunda-feira, 03. O clima está tenso entre os parlamentares que compõem a base do prefeito Ronaldo Dimas na câmara. Um dos principais motivos seria o constante veto do executivo aos projetos apresentados pelos  parlamentares ao executivo municipal e também seria o  espaço que o grupo do deputado Elenil Penha vem ocupando na atual gestão. Isso estaria irritado bastante os aliados de Dimas no parlamento municipal.

Na sessão desta terça-feira, 04, por diversas vezes suspenderam os trabalhos para reunirem-se as portas fechadas. Um assessor jurídico do prefeito, Tiago Alencar, foi chamado as pressas para explicar aos vereadores o porquê  de tantos  vetos nos projetos  dos  vereadores apesar  de todos  eles terem sido apresentados com o parecer jurídico  do procurador  da Câmara Municipal, André Moura .

Quem também ouviu poucas e boas dos “insatisfeitos”                foi líder do prefeito na câmara, vereador Luzimar Coelho (PRTB), e o secretário de governo Gideon Soares (PMDB). Os “insatisfeitos” mandaram um  recado direto para o prefeito: “Ou diminui o espaço político do grupo  do  Elenil  ou  vai  ter  racha  na base nos próximos dias.”

O  que o omelhordaamazônia pôde apurar  entre  alguns parlamentares  da base do prefeito  é que hoje o deputado Elenil está com um arsenal de pré-candidatos a vereadores e todos bem aparelhados pela máquina pública municipal; entre eles Geraldo Silva; Gideon Soares; Cleúdo Negão; Fraudneis; e vários outros.  Isso está causando preocupação aos vereadores que estão  na linha de frente sob  fogo  cruzado  da oposição.  Isso traz desgastes constantes aos vereadores. Já os nomes  citados   só estão na  tranquilidade esperando a hora  de  disputar as eleições  sem ter  desgaste com opinião pública, por isso eles querem mais “atenção”  do poder  executivo   municipal.