Em Araguacema, MPTO investiga se mãe de prefeito e secretária de Saúde furaram fila de vacinação da covid-19

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) instaurou procedimento para apurar eventual descumprimento da ordem prioritária de vacinação contra a covid-19 no município de Araguacema, na região oeste.

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da Promotoria de Justiça de Araguacema, instaurou procedimento para apurar eventual descumprimento da ordem prioritária de vacinação contra a Covid-19, no município de Araguacema.

 A informação de que a secretária de Saúde do Município e a mãe do prefeito teriam sido imunizadas, furando a fila de prioridades, chegou ao MPTO por meio da Ouvidoria, na quinta-feira, 28.

O promotor de Justiça Cristian Monteiro oficiou a prefeitura e a Secretaria de Saúde para prestarem esclarecimentos acerca dos fatos.

Fura-fila

A Ouvidoria do Ministério Público recebeu, até o dia 28 de janeiro, 33 comunicações sobre possíveis irregularidades da operacionalização da vacina contra a Covid-19. Destas, 17 tratam de manifestações de fura- fila.

As denúncias sobre possíveis irregularidades podem ser realizadas mediante chamadas gratuitas pelo telefone 127, pelo e-mail [email protected] e no número de whatsApp (63) 99100 2720.

A ouvidoria do Ministério Público também pode ser acessada pelo site mpto.mp.br/web/ouvidoria, no link “manifestação”.  (Denise Soares).

 


OUTRAS NOTICIAS

MPF não encontra irregularidades nos editais da Lei Aldir Blanc e Governo confirma retomada de pagamentos

Após reunião convocada pelo Ministério Público Federal (MPF) com participação de artistas e entidades representantes da classe, o procurador Álvaro Manzano afirmou não ver irregularidades e validou a continuidade do processo, com o pagamento dos projetos aprovados por meio dos editais da Lei Aldir Blanc.

A reunião foi convocada após denúncias de artistas, que questionaram a possibilidade de inconsistências no resultado dos editais elaborados para a distribuição de R$ 17.489.858,99.

Comprovando a lisura do processo, o secretário Tom Lyra fez a leitura resumida do teor das denúncias encaminhadas à Adetuc pelo MPF, enfatizando que foram todas respondidas e fundamentadas, seja por meio do edital publicado, ou por documentos comprobatórios, refutando a ideia de qualquer irregularidade e ressaltando o compromisso com a transparência de todo o processo. “Todas as decisões foram amplamente discutidas e aprovadas pelo Conselho de Políticas Culturais do Estado, com anuência do Governador Mauro Carlesse”, ressaltou.

Ao longo de 2h30 de reunião, os artistas puderam apresentar seus questionamentos. A ampla maioria defendeu a continuidade do processo, já que os editais foram transparentes e legítimos. Alguns pontuaram as dificuldades financeiras vivenciadas pela classe, que foi a primeira a interromper suas atividades no início da pandemia de Covid-19.

Para o presidente da Federação Tocantinense de Artes Cênicas (Fetac), Kaká Nogueira, os editais estão corretos, legais, sem qualquer irregularidade. “Problemas pontuais estão sendo sanados, não se pode paralisar um processo desse tamanho”, ressaltou, parabenizando a transparência dos editais.

“Entendemos que os aprovados precisam movimentar esses recursos, que naturalmente voltarão para a economia do Estado”, ressaltou o Tom Lyra, explicando que levaria ainda nesta sexta os resultados da reunião ao conhecimento do Governador Mauro Carlesse. “A reunião foi produtiva, o debate é o princípio da democracia”, completou.

O procurador Álvaro Manzano afirmou não ter dúvida sobre a continuidade do processo. “A Lei Aldir Blanc é um grande avanço e deve abranger o maior número de pessoas”, ressaltou.

Na última quarta, 27, a Adetuc suspendeu os procedimentos junto a Secretaria da Fazenda e Planejamento (Sefaz) para execução dos pagamentos, que já estavam em suas últimas etapas. A medida foi adotada por recomendação da Procuradoria Geral do Estado (PGE), para aguardar a reunião agendada pelo MPF, em atendimento às solicitações de artistas.

A convite do presidente da Adetuc, o Procurador-Geral do Estado, Nivair Vieira Borges, acompanhou a reunião e defendeu a transparência da aplicação dos recursos da Lei, ressaltando que a Procuradoria acompanhou todos os procedimentos.

O processo de pagamento dos projetos aprovados nos editais emergenciais deverá ser retomado na próxima segunda, 1º de fevereiro, sendo concluído ao longo da próxima semana, conforme o presidente Tom Lyra. 

De um total de R$ 18.698.667,80, destinados às ações emergenciais voltadas ao setor cultural durante o estado de calamidade pública provocado pela pandemia da Covid-19, o Estado do Tocantins vai executar R$ 17.489.858,99, por meio de pagamento de auxílio emergencial e premiação de projetos aprovados em 13 editais. 

Segundo Tom Lyra, com anuência do governador Mauro Carlesse, o montante de R$ 3.773.946,31, que corresponde a soma do saldo de R$ 1.251.990,93 dos editais e R$ 2.521.955,38 que retornaram dos municípios, e deveriam ser revertidos ao Governo Federal continuam no Estado, aguardando pronunciamento da Secretaria Especial de Cultura/Ministério do Turismo quanto a sua utilização ou devolução.

Tom Lyra ressaltou lisura dos editais durante reunião com o MPF

Adetuc/Governo do Tocantins

 


OUTRAS NOTICIAS

ACIARA encaminha à Prefeitura de Araguaína reivindicações sobre cálculo do IPTU

A Associação Comercial e Industrial de Araguaína (ACIARA) encaminhou ao prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, uma pauta com as reivindicações sobre a revisão do cálculo do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). O documento elaborado pela entidade, ocorreu após a reunião realizada na última segunda-feira (25) com representantes da Secretaria Municipal de Fazenda, Tecnologia, Ciência e Inovação sobre a nova metodologia utilizada para a cobrança do imposto.

A ACIARA ressalta a importância dessa nova ferramenta que promove inovação na prestação de serviços públicos em Araguaína. Contudo, a entidade que representa a classe empresarial, com associados que empregam cerca de 60% dos trabalhadores formais, entende que há pontos que precisam ser melhorados e adequados à situação atual vivenciada pelos contribuintes.

O primeiro deles foi a respeito da utilização do sistema de georreferenciamento geoespacial que revisou o banco de dados dos imóveis cadastrados pela prefeitura. A ferramenta utilizada pelo município não conseguiu analisar 100% dos imóveis da cidade e, como todo sistema digital, é propenso a falhas, bem como os dados levantados em 2019 só foram disponibilizados à população a poucos dias do vencimento do IPTU de 2021.

A entidade também observou que a mudança tão radical da metodologia de apontamento da área construída não teve nenhuma conferência in loco (dos imóveis) para verificar se os dados gerados pelo sistema de georreferenciamento espacial estão corretos. Outra situação verificada foi a disponibilidade do acesso aos dados oriundos do sistema a menos de 5 dias e com vencimento do IPTU 2021 ocorrendo em menos de 4 dias, gerando um prazo curto para análise, conferência e questionamento dos eventuais acréscimos até o vencimento dos descontos aplicáveis ao imposto.

Para que os contribuintes tenham mais tempo para analisar os dados gerados pelo sistema contratado pela Prefeitura, a ACIARA encaminhou um ofício ao prefeito Wagner Rodrigues solicitando que em 2021, os novos dados do georreferenciamento sejam apenas em caráter informativo, e somente no próximo ano fiscal, o sistema seja utilizado de modo a influenciar o valor do imposto a ser exigido pelo poder público.

A Associação também pediu a prorrogação do pagamento do imposto com desconto de 10%, que vence nesta sexta-feira (29), para o último dia útil de fevereiro.

A ACIARA espera contribuir com a gestão pública, possibilitando ao contribuinte mais tempo para questionar e promover a adequação da nova ferramenta para que no ano seguinte, a cobrança possa ser realizada sem maiores questionamentos.

 


OUTRAS NOTICIAS

Governo do Tocantins autoriza retomada das aulas presenciais em escolas públicas e privadas

O Governo do Tocantins, por meio do Decreto nº 6.211, autorizou a retomada gradativa das atividades educacionais presenciais, a partir de 8 de fevereiro de 2021 para toda a Educação Básica e Superior, ofertados pelas redes públicas ou particulares em todo o Estado, sendo facultado aos estabelecimentos de ensino a oferta de aulas na modalidade não presencial ou no sistema híbrido. O Decreto publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), na edição desta sexta-feira, 29, ainda mantém a jornada de 6 horas para os servidores públicos estaduais.

Para o governador do Tocantins, Mauro Carlesse, o início da vacinação em todos os municípios e a adoção de medidas de segurança em saúde, possibilita o retorno das aulas presenciais de forma gradativa. “De forma muito responsável, optamos pelo retorno das aulas presenciais, observando cada realidade local, com revezamento de turmas, podendo adotar o sistema híbrido e, claro, uma vez que o aluno esteja na escola, toda a comunidade escolar deve estar atenta aos protocolos de saúde. A vacina já é uma realidade no Estado, aos poucos as pessoas dos grupos prioritários estão sendo imunizadas, mas o uso da máscara, do álcool em gel e o distanciamento social ainda devem continuar sendo adotados por todos”, reiterou o Governador.

Atividades educacionais

Conforme o Decreto, cabe à Secretaria Estadual da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) dispor sobre as regras gerais para elaboração dos planos de retorno das atividades educacionais presenciais, editadas na Portaria Nº 185, de 29 de janeiro de 2021.

Ainda conforme o Decreto, as instituições de ensino em todo o Estado são responsáveis por cumprir todos os protocolos de saúde editados pela Secretaria Estadual da Saúde, com a cooperação da Seduc e da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), conforme Portaria Conjunta 2/2020/SES/GASEC/SEDUC/UNITINS, publicada na edição 5.712 do DOE, bem como o Guia de Implementação de Retorno das Atividades Presenciais nas Escolas de Educação Básica, do Ministério da Educação (MEC).

Além disso, as instituições também devem observar e cumprir as normas estabelecidas pela Vigilância Sanitária de cada município, necessários para garantir a segurança de estudantes e profissionais no ambiente educacional, quando das aulas presenciais.

O documento enfatiza que as atividades educacionais presenciais poderão ser suspensas a qualquer tempo ou momento em caso de alterações do quadro epidemiológico, seguindo orientações das autoridades sanitárias.

A titular da Seduc, Adriana Aguiar, destacou o esforço conjunto das pastas estaduais, desde o início da pandemia, para dar continuidade às atividades escolares e garantir a segurança sanitária.

“Todo o nosso planejamento para atender aos anseios da comunidade escolar neste período pandêmico, foi realizado de maneira articulada, levando em conta as necessidades educacionais e seguindo as orientações sanitárias. Esta Portaria vem para orientar as escolas e gestores municipais na retomada das atividades, primando pela aprendizagem, mas, sobretudo, pela saúde e vida dos nossos alunos e servidores”, frisou.

Jornada de trabalho

Quanto à jornada de trabalho dos servidores públicos estaduais, o Decreto mantém, até o dia 28 de fevereiro, a redução de 8 para 6 horas, nas unidades da Administração Pública Direta e Indireta do Poder Executivo Estadual. A jornada pode ser fixada, das 8 às 14 horas, ou no horário alternativo, das 14 às 20 horas.

O mesmo não se aplica às unidades do É Pra Já, uma vez que os servidores já cumprem a jornada laboral em turnos, de segunda a sexta-feira, das 7 às 13 horas, e das 13 às 19 horas; e aos sábados, das 8 às 12 horas.

O trabalho de forma remota segue assegurado aos idosos, com idade igual ou superior a 60 anos; gestantes e lactantes, considerando-se para estas o lactente de até um ano de vida; aqueles que mantenham sob sua guarda criança com idade inferior a seis meses de vida; e aos portadores de doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabetes, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico.

Portaria

O DOE de 29 de janeiro traz ainda a publicação da Portaria Seduc nº 185, que dispõe sobre Regras Gerais para Elaboração dos Planos de Retorno das Atividades Educacionais Presenciais em instituições públicas e privadas de ensino no Tocantins, de forma gradativa, a partir do dia 8 de fevereiro de 2021.

As instituições e redes de educação pertencentes ao Sistema Estadual de Ensino do Tocantins, deverão elaborar o plano de retorno das atividades educacionais presenciais, além da realização de diagnóstico da situação educacional e da aprendizagem dos estudantes, com a finalidade de reorganizar o calendário letivo e o planejamento pedagógico, observando as orientações contidas na Indicação CEE/TO nº 009, de 16 de dezembro de 2020.

Comissões

A Portaria incube as instituições e redes de ensino e Diretorias Regionais de Educação a constituírem as Comissões de Segurança em Saúde e Prevenção à Covid-19 nas instâncias local, municipal e regional, as quais terão incumbências de aprovar o Plano de Retorno das Atividades Educacionais Presenciais que estejam em conformidade com o que determina o Decreto Estadual nº. 6.211.

As escolas municipais submeterão seus planos à Comissão Municipal de Segurança em Saúde e Prevenção à Covid-19 para aprovação; as unidades estaduais submeterão seus planos à Comissão Regional de Segurança em Saúde e Prevenção à Covid-19 para aprovação; e as instituições privadas submeterão seus planos à Comissão Local de Segurança em Saúde e Prevenção à Covid-19 para aprovação.

As unidades de ensino, municípios e diretorias regionais de ensino terão o prazo de 1º a 4 de fevereiro de 2021, prorrogáveis por igual período, para que instituam suas Comissão de Segurança em Saúde e Prevenção à Covid-19 para estudo da documentação relativa aos protocolos de segurança, elaboração, aprovação e validação dos Planos de Retorno das Atividades Educacionais Presenciais.

Retomada gradativa

Conforme a Portaria, as instituições de ensino que atenderem todos os requisitos legais, pedagógicos e de segurança estarão autorizadas a retomar as atividades presenciais, de forma gradativa, a partir de 8 de fevereiro de 2021, devendo ser observados os indicadores locais disponibilizados pelo Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde do SES-TO (disponível em: http://integra.saude.to.gov.br/covid19).

Vania Machado e Núbia Daiana Mota/Governo do Tocantins

 

 


OUTRA NOTICIAS

AMTT intensifica ações de educação e prevenção no trânsito em Gurupi

Buscando tornar o trânsito mais seguro para todos, a Agência de Trânsito e Transporte (AMTT) da Prefeitura de Gurupi, iniciou 2021 intensificando as ações de educação e prevenção de acidentes. Orientações importantes como a conscientização do uso da faixa de pedestre, não promover filas duplas nas vias, além do respeito pelos demais condutores e pedestres são medidas permanentes adotadas pela Agência.   

Segundo o presidente da AMTT, Sargento Jenilson, outras ações também estão sendo desenvolvidas. “Além de trabalharmos a educação no trânsito, também estamos realizando ações de fiscalização, ampliação, assim como a manutenção da sinalização viária que também já estão em andamento. Estamos trabalhando por um trânsito mais humano e eficiente”, disse.

Divulgação/Secom Gurupi

 


OUTRAS NOTICIAS

Primeira-dama de Darcinópolis desenvolve projeto que acolhe mães que perderam os filhos

A primeira-dama da cidade de Darcinópolis, Denize Valéria, atua em vários projetos sociais no município. Entres eles o que acolhe mães que perderam os filhos. O projeto “Amor de Mãe” tem o objetivo de atender mães que buscam a superação da perda de um filho.

Segundo a primeira-dama, Denize Valéria, que desenvolve o projeto, várias ferramentas de acolhimento são proporcionadas para essas mães, para que elas consigam passar pelo luto, e assim reconstruírem suas vidas, recuperando a auto estima.

“Trabalhamos com vários projetos sociais no nosso município, porém esse mexe muito comigo. Por que só quem viveu a perda de um filho sabe o quanto é difícil superar. Por isso tenho procurado dá todo o apoio possível para as mães que perderam seus filhos. E assim tentar amenizar a dor pela perda dos seus entes mais, querido”, explicou Denize.

Por Geovane Oliveira 

 

 


OUTRAS NOTICIAS

Com o desembargador João Rigo na Presidência, nova Mesa Diretora do TJTO tomará posse no próximo dia 1º

Eleita em outubro do ano passado, a nova mesa diretora do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) tomará posse no próximo dia 1º de fevereiro. Em razão da pandemia da Covid-19, a solenidade, que começará às 14 horas, será a primeira da história do Judiciário tocantinense a ser realizada de forma 100% virtual, com transmissão ao vivo pelo canal do TJTO no YouTube.

O desembargador João Rigo Guimarães, atual corregedor-geral da Justiça, será o novo presidente do TJTO para a gestão 2021/2023. Fazem parte da mesa diretora ainda os desembargadores Pedro Nelson de Miranda Coutinho e Etelvina Maria Sampaio Felipe nos cargos de, respectivamente, vice-presidente e corregedora-geral da Justiça, que terá como vice-corregedora a desembargadora Ângela Prudente, atual vice-presidente do TJTO.

Serão empossados ainda os desembargadores Helvécio de Brito Maia Neto, atual presidente do TJTO, como ouvidor judiciário; Eurípedes Lamounier, como ouvidor substituto; Marco Villas Boas, como diretor geral da Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat); e ainda  a desembargadora Etelvina como diretora adjunta da Esmat. 

Novo presidente

Nascido em Pirenópolis (GO), o desembargador João Rigo Guimarães formou-se em Direito pela Faculdade Católica de Goiás em 1979, sendo empossado juiz de Direito substituto em 29/09/1989.  Casado com Maria das Neves Ribeiro da Costa Rigo Guimarães e pai de Guilherme, Gustavo e Surama Grazielle, o desembargador iniciou sua trajetória na magistratura tocantinense pela 1ª Vara Cível da Comarca de Araguaína, no Juizado de Pequenas Causas. Em 30/10/1991, foi titularizado na Comarca de 1ª Entrância de Miranorte.

Em 1992, foi promovido para a Comarca de 2ª Entrância de Taguatinga e, no mesmo ano, para a para a Comarca de 3ª Entrância de Paraíso do Tocantins.  Já em 19/05/1993 foi removido para a 1ª Vara de Família e Sucessões da Comarca de Araguaína, na qual permaneceu até 2014.

Convocado em agosto daquele ano para atuar no Tribunal de Justiça do Tocantins, na vaga deixada pelo desembargador Daniel Negry, tomou posse efetivamente no cargo de desembargador em 16/04/2015, ao ser eleito pelo Corte do TJTO pelo critério de antiguidade.

Confira convite aqui.

 


OUTRAS NOTICIAS

Primeira- dama Mylena Dias e CRAS, realiza ação social em Wanderlândia

Na tarde desta terça-feira (27), a Primeira- Dama – Mylena Dias, junto ao CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), realizou o primeiro encontro presencial de 2021 com o público inscrito no PAIF, (Serviço de Proteção e Atendimento Integral a Família). Seguindo todos os protocolos da saúde referente a pandemia.

O evento teve como tema “positividade e saúde mental”, e tem como objetivo, promover interação entre usuários e equipe do CRAS, levantar considerações sobre a Saúde mental, despertar sentimentos de otimismo para o ano de 2021, realizar momento de descontração e atividade física através de danças, e orientar os usuários sobre os cuidados com a covid-19.

O serviço é desenvolvido com muita qualidade e carinho pelas técnicas de proteção social básica, kristiersin wagio (psicóloga) e Célia Araújo (assistente Social).

 

 


OUTRAS NOTICIAS

Hospital Geral de Palmas inicia vacinação dos profissionais da linha de frente de combate à Covid-19

Nesta quarta-feira, 27 de janeiro, o Hospital Geral de Palmas (HGP) iniciou a vacinação dos seus profissionais, contra Covid-9. 70 servidores que atuam no pronto-socorro receberam a primeira dose da vacina CoronaVac.

A enfermeira do setor de Saúde do Trabalho do HGP, Maria Vilma Sanches explicou que “devido o quantitativo de doses (uma realidade de todos os Estados brasileiros), no momento, a unidade iniciará priorizando os setores mais expostos. Assim que forem disponibilizadas mais doses, os demais setores e equipes serão vacinados contra a covid-9”, afirmou acrescentando que “a vacinação  ofertada aos servidores do HGP, nos deixa imensamente satisfeitos, pois protegerá nossos colegas, para exercer suas atividades assistências com segurança”.

“A vacina contra a Covid-19 é uma conquista da ciência que possibilitará a continuidade da assistência ofertada pelos trabalhadores em saúde com segurança”, destacou o diretor administrativo do HGP,  João Carlos Dias Medeiros.

Servidores

Técnica de enfermagem há 15 anos no HGP, Rosimeire de Almeida, trabalha do pronto-socorro e afirmou que “já tive Covid-19. Esta ocasião é muito importante, pois estamos nos protegendo de  uma doença que não tem remédio, somente a vacina. Estou muito feliz em receber a dose desta primeira etapa”, disse.

Outro que recebeu a vacina foi  residente em ortopedia, Felipe Carvalho. “É marcante este momento, pois será uma forma de proteção para nós profissionais de saúde”, afirmou.

Luciana Barros/Governo do Tocantins

 


OUTRAS NOTICIAS

Educação implementa ‘Programa Volta ao Novo’ no Tocantins para formação de profissionais da rede estadual

Programa de desenvolvimento de competências socioemocionais de professores e estudantes é uma iniciativa do Instituto Ayrton Senna, em parceria com Consed

Com o objetivo de apoiar educadores no desenvolvimento de competências socioemocionais, a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes ofertará formação a 37 profissionais do Tocantins, selecionados para atuar como multiplicadores nas unidades escolares no Estado. A ação será realizada por meio do Programa Volta ao Novo, uma iniciativa do Instituto Ayrton Senna, em parceria com o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed) e o Governo do Tocantins.

A proposta da formação foi anunciada aos gestores, professores, técnicos e estudantes durante live nesta quarta-feira, 27, com a participação da titular da Seduc, professora Adriana Aguiar, representantes do IAS e Consed. 

O programa foi organizado em cinco módulos focados em macrocompetências – autogestão, engajamento com os outros, amabilidade, resiliência emocional e abertura ao novo, consideradas fundamentais para o desenvolvimento pleno e que influenciam no desenvolvimento escolar.  

A especialista de formação do IAS, Silvia Lima, informou que a proposta de trabalho com o desenvolvimento de competências emocionais iniciou no semestre passado via live e webconferências com profissionais de educação de diversos estados.

“Essa experiência gerou e-books com apresentação de dados e atividades que os profissionais da educação terão acesso por meio do programa para que possam vivenciar e contribuir com o aprimoramento das competências. O material dispõe ainda de indicação de atividades para cada segmento”, ressaltou Silva Lima.

A titular da Seduc, Adriana Aguiar, destacou que a formação vai contribuir com o desenvolvimento e aprimoramento de competências emocionais de educadores e estudantes. “Idealizado para esse momento tão desafiador que estamos vivenciando, essa iniciativa com visão educacional e social trará bons frutos para a educação brasileira. Parceiros como o Instituto Ayrton Senna buscam alternativas para as escolas e profissionais. A saúde emocional dos nossos profissionais é um pilar para o retorno das aulas. Todos farão um excelente trabalho de disseminação do aprendizado nessa formação”, frisou Adriana.

Para Emílio Munaro, vice-presidente de desenvolvimento Global e Comunicação do IAS, os formadores serão multiplicadores para contribuir com o desenvolvimento e aprimoramento de competências emocionais na rede.

“Trazer o desenvolvimento na escola é o que transforma de fato realidades em todo o país. Vamos apoiar nos desdobramentos dos planos de ações garantindo que os conteúdos cheguem de fato a todos os educadores para que façam a transferência do conhecimento em cada regional, em cada escola, e possam contribuir com o desenvolvimento dos estudantes”, afirmou Munaro.

Para João Batista de Sousa Machado, professor da Escola Estadual Girassol de Tempo Integral XV de novembro, de Tocantinópolis, um dos principais pilares para fazer a educação acontecer é gerar também oportunidades para o desenvolvimento das competências socioemocionais dos estudantes.

 

“A melhor forma de acolher os alunos é ajudá-los a lidar com os próprios sentimentos, através de momentos de conversa, de escuta individual e coletiva. Zelar pela segurança e pela saúde dentro da escola trará para eles também mais confiança e segurança para lidar com os próprios sentimentos”, afirmou.

Para Elvina Gomes, diretora regional de Educação de Miracema, ações como essa são fundamentais para o desenvolvimento da educação. “É muito assertiva essa iniciativa no sentido fortalecer o desenvolvimento de competências e habilidades com foco na melhoria da aprendizagem dos estudantes”, comentou.

Alcione Luz/Governo do Tocantins

 


OUTRAS NOTICIAS