sáb. jan 23rd, 2021

Em entrevista, Célio Moura critica a gestão do prefeito Ronaldo Dimas

capture-20150313-094430“O prefeito Ronaldo Dimas gosta de arrecadar, mas não gosta de pagar.”

Em entrevista exclusiva concedida ao omelhordaamazonia, na tarde de quinta-feira, Célio Moura falou de diversos assuntos, entre eles, a situação econômica do município de Araguaína; as promessas de campanha feitas pelo prefeito Ronaldo Dimas; também sobre as perspectivas para o futuro da cidade e qual será o papel do (PT) nas eleições municipais.

Confira os principais trechos da entrevista feita com Dr. Célio Moura pelo Jornalista Geovane Oliveira do Portal omelhordaamazônia: 

OA: Como o senhor avalia hoje a situação em que Araguaína se encontra e quais são as principais dificuldades que ela enfrenta?

Célio Moura: Araguaína é a maior cidade do estado do Tocantins. Estrategicamente bem situada como polo de desenvolvimento da região norte do Brasil. É o entroncamento ou um portão da Amazônia propriamente dito. Ela conta hoje com quase 200 Mil habitantes e enfrenta problemas que a cada dia se agravam mais. No entanto, a expectativa é de que a cidade cresça mais com o curso de medicina da UFT (Universidade federal do Tocantins), que está previsto para iniciar em de Janeiro de 2016, visto que todas as cidades do Brasil que  receberam o curso  de  medicina   tiveram um crescimento de imediato  e   em   Araguína  não  será   deferente. Porém,  ela  precisa    de  receber  indústrias para  que possa gerar  empregos para  sua população, já que   o nosso povo está  sem ter onde  trabalhar.  Penso eu que o prefeito Ronaldo Dimas tem que dar uma melhorada na infraestrutura da cidade. Os bairros estão abandonados; há muitos buracos; falta pavimentação asfáltica, entre outros. A chegada do novo prefeito gerou uma expectativa muito grande na população, mas até agora ele não cumpriu com o que prometeu ao povo de Araguaína, e a população espera dele que  venha a cumprir, até porque a cidade precisa desta estrutura para pode crescer mais,  e é como eu disse antes, a cidade, a partir  do próximo  ano  vai crescer muito com a instalação  do curso de medicina na  cidade.

OA: Em sua opinião, quais as medidas que o município deve tomar para diminuir a pobreza em nossa cidade?  

DR Célio Moura: Eu acho que o município deve atacar esses fatores que disse antes. É atrair grandes empresas para serem instaladas na cidade para que elas gerem empregos para a população, visto que nós temos hoje um déficit de mais de 30 mil pessoas vindas de outras cidades em condições abaixo da linha da pobreza. Temos também dificuldades na área da educação, que precisa ser melhorada. Enfim, nós temos problemas sociais do tamanho da cidade. Decorrente de que pessoas de várias localidades do país vêm para Araguaína em busca de oportunidades, há um desequilíbrio social, em virtude do município não ter  condições  de atender essas  demandas.

OA: Como o senhor analisa o cenário político local?Haverá mudanças ou tudo permanecerá da mesma forma?

DR Célio Moura: Para mim está previsto uma batalha dura pela prefeitura de Araguaína em 2016. Vejo que terá de três a quatro candidatos, porém será uma disputa acirrada pelo paço municipal.  Se o governo do Marcelo Miranda estiver com uma boa aprovação popular     nos próximos anos, vejo que poderá haver mordaças no comando da prefeitura de Araguína, ou seja, “Tora a paca” (vence as eleições fácil). Agora, se a candidatura da chapa branca municipal estiver bem, Ronaldo Dimas crescerá muito em virtude de que poderá ter vários candidatos a prefeito.

OA: Onde o senhor enxerga o possível crescimento de Ronaldo Dimas, visto que há muitas reclamações de que ele não cumpriu acordos firmados com vários partidos que apoiaram  sua  candidatura  no passado, e além  disso  colocou em seu governo vários secretários que vieram  de  outras  cidades?  

 Dr. Célio Moura: Para mim tudo isso pesa negativamente para ele, isso porque foi criada uma expectativa muito grande pelo mandato de Ronaldo Dimas. Mas ele ainda não conseguiu mostrar a que veio. Claro que temos que reconhecer que ele fez esse recapeamento asfáltico em alguns pontos no centro da cidade.  Mas por outro lado, também tem muitas obras paradas. Entretanto vejo que tem muito dinheiro para entrar nos próximos anos. O sucesso ou fracasso político dele vai depender desses fatores aqui citados por mim. 

OA: Como o senhor vê a situação financeira de Araguaína decorrente ao crescimento da dívida do município nos últimos anos?

Dr. Célio Moura: Eu não conheço o tamanho da dívida que o município tem hoje, mas vejo que a prefeitura tem atrasado pagamentos de funcionários. Tenho visto que alguns empreiteiros reclamam que trabalham e não recebem o pagamento dentro do prazo pactuado. Quando um gestor deixa de cumprir com as sua obrigações perde a credibilidade, o que é um problema. Firmar contrato com os empreiteiros e na hora de pagar não ter dinheiro causa frustração nos cidadãos que estão trabalhando para o desenvolvimento da cidade de Araguaína, ou seja, ele gosta de arrecadar mais não gosta de pagar. Isso prejudica economicamente a cidade. 

OA: Como senhor recebeu a notícia do aumento do IPTU e a criação de 169 taxas municipais?

Dr. Célio Moura: Hoje o prefeito conta com o apoio da maioria absoluta dos vereadores na câmara, e sempre aprovam tudo que ele quer. Entendo que faltem mais debates e a participação da sociedade.  Ela não se manifesta.  Aguenta tudo calada.  Está aceitando tudo isso que está acontecendo pacificamente. Mas ela pode manifestar sua insatisfação nas urnas e dar o troco em todos os que aí estão com mandato.

OA: Qual será o papel do PT (partido dos Trabalhadores) nas próximas eleições?

Dr. Célio Moura: Não será só de assistir. Temos bons nomes no quadro do partido. A legenda está viva na cidade. Contamos com o apoio dos movimentos sociais.  Temos muitos filiados, por isso acreditamos nas forças do partido para elegermos vários vereadores, quem sabe até mesmo o próximo prefeito da cidade.    

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Rejeição a Bolsonaro sobe para 40% e aprovação cai para 31%, segundo Datafolha

A rejeição ao presidente Jair Bolsonaro aumentou para 40% e voltou a superar a aprovação, segundo mostra novo levantamento do Datafolha, divulgado nesta sexta-feira (22). Na pesquisa de popularidade realizada...

Bombeiros são acionados para retirar motorista preso na cabine do caminhão

Cerca de 8 km de Miranorte sentido, Araguaína um motorista de 42 anos morreu em acidente na BR-153. A ocorrência foi na manhã desta sexta-feira, 22, por volta das 7h30....

Campos Lindos recebe cestas básicas adquiridas com emendas do deputado Eduardo Siqueira

A distribuição de cestas básicas, às famílias de baixa renda impactadas pela pandemia tem sido constante, em vários municípios tocantinenses. O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (DEM), sempre está atento ás demandas da...

Brasil paga à Índia mais que o dobro que países europeus pela vacina da AstraZeneca

Brasil e África do Sul pagam à Índia um valor duas vezes e meia maior que os países europeus pelas vacinas da AstraZeneca produzidas no Instituto Serum. A informação foi publicada nesta...