sex. jan 22nd, 2021

Ciclo de palestras contra as drogas visita 34 escolas e instituições

Nesta sexta, dia 18, fechando o cronograma, o circuito segue para a Igreja Batista, com uma programação diferenciada, com apresentação de bandas de música e espetáculo teatral

Crédito Marcos Filho - Ascom (R542a)Durante toda essa semana acontece o ‘3º Circuito de Palestras Araguaína Contra as Drogas’, promovido pelo Conselho Municipal de Políticas Antidrogas (CMAD), em parceria com a Prefeitura. Ao todo, serão visitadas 34 escolas, estaduais e municipais, e instituições cujas palestras são coordenadas por cinco conselheiros. Nesta sexta-feira, dia 18, uma palestra será realizada na Igreja Batista com apresentações musicais e teatrais, a partir das 9h.

 Hoje, o ciclo de palestras aconteceu em três escolas no Município, entre as quais o Colégio de Aplicação, no Setor Couto. Lá, um grupo de 400 jovens aproximadamente ouviram as orientações do padre Dionízio Bazílio, responsável pela Paróquia Sagrado Coração de Jesus. Em suas palestras, o pároco falou sobre a importância da conscientização dos jovens e de seu engajamento nas comunidades religiosas e sua integração familiar para prevenção de drogas dentro da escola.

 Destacou também que a entrada de muitos adolescentes no mundo das drogas se deve às influências negativas estabelecidas pela internet. “O jovem não é só futuro, ele já é o presente. Se a classe da juventude estiver corrompida, como será a sociedade amanhã?”, questionou o pároco, destacando que é possível uma nova humanidade a partir dos jovens.

 Segundo o conselheiro José Beniro, durante as palestras ele tem observado jovens com um comportamento não normal. “A droga é um caminho sem volta e acredito que vamos conseguir mostrar que o objetivo na vida desses jovens deve ser outro, que não o das drogas”, disse.

 Consciência

Graciele Ramos já está consciente. A estudante do 2º ano tem um posicionamento formado sobre o uso de drogas. “Não se trata de falta de informação, pois desde a 5ª série nós assistimos na escola palestras com essa temática”, revelou.

 Quem já sabe os malefícios do vício é o aluno José Henrique de Sousa. Para ele, descobrir que a pessoa é um dependente químico deve ser rebatido com amor. “Quando vemos que alguém adentrou no mundo das drogas, não devemos nos afastar dela, mas aproximá-la e trazê-la para o lado do bem”, acredita o estudante.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Carlesse se consolida como o político “TOP 1” do Tocantins

Novo na política, o Governador Mauro Carlesse está tendo uma trajetória meteórica. De Deputado Estadual à Governador do Estado. Em pouco tempo já alcançou outros políticos que despontavam no cenário...

Termina nesta sexta-feira, 22, as matrículas na Rede Municipal de Ensino de Araguaína

O período regular de matrículas para os alunos novatos na Rede Municipal de Ensino se encerra nesta sexta-feira, 22 de janeiro. Os pais devem procurar a unidade mais próxima a...

Mergulhadores retomam buscas por pescador no Rio Lontras, em Araguaína

Três mergulhadores do 2º Batalhão de Bombeiros Militar, em Araguaína, retomaram as buscas a um pescador desaparecido desde a manhã desta quarta-feira, 20, no Rio Lontra. Nilton César Moreira, 44...

Polícia Civil deflagra 2ª fase da operação Leadership e prende vários suspeitos de tráfico de drogas em Araguaína

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 2ª Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos (2ª Denarc) de Araguaína, deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira, 21, a 2ª...