Polícia Civil realiza operação e prende suspeito de roubo de onze mil sacas de soja

Ex-funcionário de empresa é preso suspeito de desviar sacas de soja — Foto: Divulgação

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Guaraí, na região Centro-Norte do Estado, prendeu, no dia 03 de outubro, Willian Cássio de Souza, de 33 anos, suspeito de subtrair mais de R$ 600 mil em sacas de soja. O caso seguia em sigilo de justiça até a última quarta-feira, 10. Willian estava foragido e foi preso na cidade em que sua família reside, Santa Helena do Goiás – GO.

De acordo com a Polícia Civil, Willian é acusado de subtrair R$ 651.859,63 em soja de uma empresa onde ele era funcionário. Segundo os autos, Willian foi contratado em meados de dezembro de 2016 para trabalhar na empresa. Em março de 2017, o então funcionário manifestou o interesse de rescindir o vínculo trabalhista com a empresa, com a desculpa de que iria abrir seu próprio negócio. Após o fim da safra de 2017, em meados de junho, funcionários da referida empresa verificaram que faltavam cerca de 11 mil sacas de soja, totalizando um desfalque de mais de R$ 650 mil.

Operação

Denominada Soy Ghost (do inglês “Fantasma da Soja” ou “Grãos Fantasmas”), as investigações apontaram a existência de falsos registros de entrada de grão, sendo que Willian teria fraudado documentos para simular a descarga de grãos e, com isso, gerar um saldo no sistema de controle de grãos, para, posteriormente, vender. Entretanto, os grãos que de fato existiam teriam sido armazenados por terceiros.

Wherbert Araújo / Governo do Tocantins