Pazuello pede para deixar Ministério da Saúde alegando motivos de saúde, diz jornal

Pazuello pede para deixar Ministério da Saúde alegando motivos de saúde, diz jornal

O general Eduardo Pazuello vai deixar o comando do Ministério da Saúde após comunicar ao presidente Jair Bolsonaro estar com problemas de saúde e que, por isso, precisará de mais tempo para se reabilitar.

Segundo o jornal, pessoas próximas ao presidente já entraram em contato com dois médicos cardiologistas cotados para substituir Pazuello: Ludhmilla Abrahão Hajjar, professora associada da USP; e Marcelo Queiroga, presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

O nome de Ludhmilla, como divulgou o blog da jornalista Andreia Sadi, é o preferido do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e de deputados do chamado Centrão.

O pedido de afastamento vem em um momento de auge na pressão de deputados do Centrão, que pedem uma mudança no comando do Ministério da Saúde sob o pretexto de má gestão da pandemia de COVID-19.

br.sputniknews.com

 

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS