Conecte-se conosco

Nacional

Mac Tools – Data recovery tools at its best!

A criticism, or “critique” as it is also called, refers to any kind of oral or written opinion, whether negative or positive, communicated to a perfomer by an instructor, judge, mentor, other musician or even non-musician. It is an evaluation of a performance that is shared to the performer by the evaluator. It is sometimes also shared with the public, such as in media, where, in this case, it is more commonly known as a “review” . You, as a musician, can become adversely affected in your morale and possibly even discouraged if you do not know how to properly deal with it. Any art, including music, is so close to the persons very essence that any criticism about it can hit home like a ton of bricks, even devastating an individual, believe it or not.

But criticism for the musician is inevitable. It comes with the territory of learning and performing music, from instructors, other musicians, admirers, fans, from all sorts of sectors. It is an inherent aspect of conservatories and music competetitions.

Technically speaking, every person has the right to express his/her opinion on anything. Oftentimes, people feel the need to express their feelings regarding anything in the arts. You hear it a lot with film and music. These can come off as either complimentary or critical.

If one receives a praiseful comment, such as how wonderful or moving their performance was, they should accept it, thank the originator and be genuinely proud that they could capture anothers heart with their aesthetic power. It is encouraging to hear such words, and rightfully so.

  1. However, ANY criticism or advice, either negative or even positive, from a non-professional (non-musician) should be entirely and utterly ignored.
  2. Regardless of whatever personal impact you created upon the listener, they are not the correct source for technical advice.
  3. Example: A pianist is performing a Bach piece and gets carried away with the dynamics (loudness and softness of various notes).
  4. After the performance, his friend, a non-musician whos dabbled in studying some music theory, praises him and advises him on how great the intensity on the dynamics was during the performance.
  5. The pianist makes the mistake of taking this as technical advice (instead of just differentiating between that and praise).
  6. He then enters a music competition where he performs the piece by getting carried away again on the dynamics.
  7. He promptly gets flunked and loses the competition because this piece he was performing, of the Baroque era, does not feature any sort of extremity in dynamics.

When a musician receives professional criticism, however, it can oftentimes be contradictory. For instance, one authority may say how excellent ones pedaling is while another comments on how muddy it sounds. This can leave a musician with uncertainty and unnecessary confusion. A thing to realize is that profesional technical critiquing can sometimes be opinion-oriented. But, it can also very well be corrective. There is a way to deal with this.

A musician always truly knows his or her own areas of weakness. These become more prominent and the individual becomes more tuned and aware of them as time and progress goes on. One should always be able to take such criticism without becoming introverted or feeling harmed. When one gets any such critiquing, the first thing to do is take it into consideration and evaluate it for themselves. If one feels that criticism was incorrect, then they have a right to evaluate that accordingly. A musician should always maintain his/her integrity. Though, at the same time, they should be open-minded and willing to learn more and become better and better. There is a fine line between not going the effect of poor criticism and being stubborn and never learning anything.

Lastly, there are always those individuals in society who seek to squash and put down creative minds, whether out of jealousy, insanity or their own failures. This occurs in any of the arts. As a musician, NEVER allow anyone to do this to you, for their “criticism” is merely an effort to overtly and openly put you down, or to slowly and insidiously suppress you by sounding “helpful” . Disregard it and continue being creative and making music!

Continue lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Toffoli mantém suspensão de entrevistas de Lula na prisão

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, decidiu hoje (1º) manter suspensa a determinação do ministro Ricardo Lewandowski que autorizou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevistas à imprensa dentro da cela da Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba. 

Com o entendimento, é a segunda vez que uma decisão de Lewandowski, que liberava as entrevistas, é derrubada por um colega do STF. Antes do despacho de Toffoli, o ministro Luiz Fux atendeu a um pedido liminar feito pelo Partido Novo e também derrubou a autorização para que o ex-presidente possa dar entrevistas. 

A decisão do presidente vale até que a questão seja julgada no plenário da Corte e foi tomada após o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, questionar qual decisão deveria ser cumprida. 

Desde 7 de abril, Lula cumpre, na capital paranaense, pena de 12 anos e um mês de prisão, imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP).

Edição: Fábio Massalli
Por André Richter – Repórter da Agência Brasil
Continue lendo

Nacional

CNT/MDA: Bolsonaro (28,2%) e Haddad (25,2%) empatados tecnicamente

Os candidatos à presidência Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) aparecem tecnicamente empatados de acordo com a pesquisa CNT/MDA, divulgada pela Confederação Nacional do Transporte no domingo 30. O relatório da pesquisa mostra Bolsonaro com 28,2% das intenções de voto e Haddad com 25,2%. No entanto, como a margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, o candidato do PSL pode ficar entre 30,4 e 26% e o petista entre 27,4 e 23% das intenções de voto.

Em comparação à última pesquisa, feita de 12 a 15 de setembro, Haddad registrou crescimento de 7,6 pontos percentuais em intenções de voto – de 17,6 para 25,2 –  e Bolsonaro se manteve estagnado com 28,2%.

Ciro Gomes (PDT) aparece em terceiro lugar, tecnicamente empatado com Geraldo Alckmin (PSDB), com 9,4% e 7,3% de intenções de voto, respectivamente.

Confira como ficaram as intenções de voto em um primeiro turno:

Jair Bolsonaro (PSL) 28,2%
Fernando Haddad (PT) 25,2%
Ciro Gomes (PDT) 9,4%
Geraldo Alckmin (PSDB) 7,3%
Marina Silva (Rede) 2,6%
Henrique Meirelles (MDB) 2,0%
João Amoêdo (Novo) 2,0%
Alvaro Dias (Podemos) 1,7%
Cabo Daciolo (Patriota) 0,7%
Guilherme Boulos (PSOL) 0,4%
Vera (PSTU) 0,3%
Eymael (DC) 0,1%
João Goulart Filho (PPL) 0,1%
Branco / Nulo 11,7%
Indeciso 8,3%

O levantamento foi feito entre os dias 27 e 28 de setembro, a partir de mais de 2 mil entrevistas realizada por amostragem em 137 municípios brasileiros.

Haddad e Bolsonaro são os candidatos que mais se destacam em relação a um voto definitivo do eleitorado, ambos ficam na faixa dos 80%. Já entre os que se declaram indecisos quanto ao voto à Presidência, Haddad leva vantagem de 1,8 ponto percentual em relação a Bolsonaro. 19,3% dos indecisos disseram que votariam no candidato do PT, 18,7% em Ciro Gomes (PDT) e 17,5% no candidato do PSL.

A pesquisa também simulou cenários de segundo turno, considerando a intenção de voto estimulada entre os eleitores, quando o nome dos candidatos é apresentado. Confira:

Fernando Haddad 42,7%
Jair Bolsonaro 37,3%
Branco / Nulo 16,1%
Indeciso 3,9%

Ciro Gomes 42,7%
Jair Bolsonaro 35,3%
Branco / Nulo 17,8%
Indeciso 4,2%

Jair Bolsonaro 37,0%
Geraldo Alckmin 33,6%
Branco / Nulo 25,1%
Indeciso 4,3 %

Ciro Gomes 34,0%
Fernando Haddad 33,9%
Branco / Nulo 26,9%
Indeciso 5,2%

Ciro Gomes 41,5%
Geraldo Alckmin 23,8%
Branco / Nulo 29,1%
Indeciso 5,6%

Fernando Haddad 39,8%
Geraldo Alckmin 28,5%
Branco / Nulo 26,4%
Indeciso 5,3%

Bolsonaro tem o maior índice de rejeição entre os pesquisados: 55,7% disseram que não votariam no candidato de jeito nenhum; seguido por Alckmin (52,8%), Haddad (48,3%) e Ciro Gomes (37,1%).

cartacapital

Continue lendo

                   

Política7 horas atrás

Presidente sanciona com vetos lei que previa compensações de ICMS

Entre os vetos, está o que garantia mínimos em saúde e educação.

Política16 horas atrás

Carlesse recebe apoio da prefeita Josi Nunes e do vice Gleidson Nato em sua pré-candidatura ao Senado

Um dia após o julgamento na TRE que inocentou o ex-governador Mauro Carlesse, a prefeita de Gurupi, Josi Nunes, e...

Destaque1 dia atrás

Investindo R$ 44 milhões, Governo do Tocantins autoriza início das obras de recuperação asfáltica de 117 km da TO-374

Assinatura da ordem de serviço para execução dos serviços aconteceu nesta terça-feira, 21, em Lagoa da Confusão.

Estado1 dia atrás

Câmara Municipal aprova requerimento sobre Centro de Referência de Enfrentamento à Violência contra as mulheres

Foi aprovado, no Plenário da Câmara Municipal de Araguaína, o requerimento n° 1554/22 de autoria do vereador Wilson Carvalho (PROS),...

Política1 dia atrás

Zênis de Aquino Dias, pecuarista, é cotado para ser vice na chapa de Paulo Mourão

Cotado para a candidatura a vice-governador do petista Paulo Mourão nas eleições deste ano. Em Araguaína, Zênis já foi vereador...

Política3 dias atrás

Milton Ribeiro, ex-ministro do governo Bolsonaro, foi preso em operação da PF contra irregularidades no MEC

Agentes cumprem cinco mandados de prisão e 13 de busca e apreensão nos estados de Goiás, São Paulo, Pará e...

Destaque3 dias atrás

PF investiga empresários suspeitos de superfaturar preço de leitos para Covid no Tocantins

Nesta quarta-feira, 22 de junho, a Polícia Federal realizou uma operação para apurar negócios que possam estar associados a atividades...

Destaque3 dias atrás

TRE reverte a decisão de afastar Josi Nunes e seu vice-prefeito por corrupção eleitoral

o Tribunal regional Eleitoral (TRE-TO) manteve Josi Nunes (União Brasil) e Gleydson Nato (PL) nos cargos de prefeita e vice-prefeito...

Política3 dias atrás

MP apura denúncia de incitação ao racismo praticada por vereador de Araguaína

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 6ª Promotoria de Justiça de Araguaína, instaurou procedimento para apurar caso...