Eleições Suplementares são marcadas por tranquilidade

Eleições Suplementares são marcadas por tranquilidade

As Eleições no Tocantins encerraram às 17 horas, e durante todo o dia a votação transcorreu tranquilamente. Dos 1.018.329 eleitores aptos a votar, compareceram às urnas 711.452 eleitores (69,86%).

Os números foram totalizados às 20h49, quase quatro horas após o fim da votação.

A maioria do eleitorado escolheu o candidato Mauro Carlesse, pela coligação “Governo de Atitude” (PHS/DEM/PTC/PRB/PMN/PP/PPS), com 174.275 (30,31%) dos votos válidos. O segundo colocado foi o candidato Vicentinho Alves, da coligação “A Vez dos Tocantinenses” (PR /PPL /PROS /SD /PMB), com 127.758 (22,22%) votos válidos. Os votos nulos somaram 121.877 (17,13%), brancos 14.660 (2.06%) e uma abstenção de 306.877 eleitores (30,14%).

Com uma diferença inferior a 50% dos votos válidos entre o primeiro e segundo colocado, o Tocantins terá um inédito 2º turno e os eleitores deverão voltar às urnas novamente no dia 24 de junho.

O período eleitoral já terá continuidade nesta segunda-feira (8/6), com a abertura do período de propaganda eleitoral para o 2º turno, conforme o calendário da Resolução 405, do TRE-TO.

Em entrevista coletiva à imprensa, ao fim da apuração, o presidente do TRE-TO, desembargador Marco Villas Boas, avaliou o pleito e falou sobre o segundo turno. “Vencemos o primeiro desafio e a partir desta segunda-feira a Corte e toda a Secretaria retomam as atividades, trabalho intenso de toda a equipe envolvida na logística das eleições para que tudo ocorra com maior brevidade e segurança possível, mais uma vez nesse segundo turno”, ressaltou.  

Forças de Segurança

Foram destinadas forças federais nas terras indígenas situadas na 23ª Zona Eleitoral (ZE) de Pedro Afonso, 32ª ZE de Goiatins, 5ª ZE de Miracema e 15ª ZE de Formoso do Araguaia. As requisições foram aprovadas pelos membros do Pleno do TRE-TO.

Logística

Foram utilizadas 4.998 urnas, distribuídas em 3.718 seções. Destas, apenas 10 precisaram ser substituídas. Mais de 11 mil pessoas atuaram como mesários nestas Eleições.

Eleições sem sujeira

A Justiça Eleitoral realizou a campanha eleições sem sujeira: candidato que suja a cidade não merece o seu voto e, nestas eleições suplementares a maioria das cidades do Estado não foram avistados materiais de campanha e santinhos nas ruas e avenidas.  

Apuração

A auditoria das urnas eletrônicas foi realizada com sucesso e atestou mais uma vez a confiabilidade do processo eleitoral, pois nenhuma inconsistência foi encontrada pela Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica. Três urnas foram auditadas, em Palmas, Muricilândia e Itapiratins.

Zonas Eleitorais

Na 29ª ZE de Palmas, maior colégio eleitoral do Estado, de um total de 181.186 eleitores, 127.700 (70,48%) compareceram a uma das 545 urnas espalhadas em 70 locais de votação. A abstenção somou 53.486, ou seja, 29,52% deixaram de votar. Os votos em branco foram 3.046 (2,39%) e nulos 22.255 votos (17,41%).

Em Araguaína, 1ª Zona Eleitoral e segundo maior colégio eleitoral, o comparecimento foi de 70.332 eleitores (70,76%), uma abstenção de 29.057 (29,24%). Os votos em branco foram 1.721 (2,45%) e nulos 14.343 votos (20,39%).

Na 2ª Zona Eleitoral de Gurupi, o comparecimento foi de 38.601 (69,07%) eleitores, uma abstenção de 17.282 (30,93%). Os votos em branco foram 695 (1,8 %) e nulos 5.507 votos (14,27%).

Eleições Gerais

O candidato eleito no segundo turno será diplomado até o dia 9 de julho e exercerá o governo do Estado até 31 de dezembro. Em 7 de outubro os eleitores do Tocantins voltam novamente às urnas para as Eleições Gerais de 2018, dessa vez para eleger deputado federal, deputado estadual, dois senadores,  governador e vice, e presidente da República e vice.

Lília Mara – ASCOM – TRE-TO