Homem é preso pela Polícia Civil após ser flagrado com mais de 100 kg de maconha no carro

Em mais uma ação em desfavor do tráfico de drogas, a Divisão Especializada de Repressão a Narcóticos da Polícia Civil (1ª DENARC – Palmas) e o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público Estadual do Tocantins, deflagram na manhã desta quinta-feira, 26, em Gurupi, no sul do Estado, a operação Crazy Horse. O resultado foi a interceptação de mais de 100 quilos de maconha prensada. Além da droga apreendida, um homem foi preso em flagrante e conduzido para a Casa de Prisão Provisória de Gurupi.  

Conforme o delegado-chefe da 1ª DENARC, Enio Walcácer, a apreensão desse carregamento de maconha causa ao cartel goiano (origem da droga) prejuízos da ordem de mais de R$ 200 mil. A droga apreendida seria distribuída no Tocantins, especialmente em Palmas, e região. Ele ressalta que a apreensão decorre de investigações realizadas pelo trabalho conjunto da 1ª DENARC e do GAECO, que vêm atuando de maneira intensa na repressão ao tráfico.

O nome da operação, Crazy Horse, refere-se à modalidade de transporte de tráfico em que os transportadores saem em disparada passando por barreiras. O delegado Enio Walcácer ressalta que a investigação prosseguirá.

 Shirley Cruz – Governo do Tocantins

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Governador Mauro Carlesse lança PMTO Mobile e preside passagem de comando no 4° BPM de Gurupi

O governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, lançou na tarde de quinta-feira, 25, em Gurupi, o sistema de tecnologia PMTO Mobile, que visa dar maior agilidade ao atendimento policial no Estado. Também lançou o Centro de Operações Policiais Militares (Copom) e inaugurou a reforma do 4° Batalhão da Polícia Militar de Gurupi (4º BPM). A solenidade foi realizada na sede do Batalhão.

Na ocasião, o governador Carlesse, acompanhado do comandante-geral da corporação, coronel Júlio Manoel da Silva Neto, presidiu a passagem de comando do 4º BPM, para o tenente-coronel Weslley Dias Costa, no lugar do também tenente-coronel Jaime Porfírio de Souza. 

O PMTO Mobile é uma plataforma digital voltada para o registro de ocorrências e a lavratura de Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), que amplia a eficiência e possibilita agilidade nos atendimentos da Polícia Militar (PM). O sistema permite a alimentação de informações, em tempo real, gerando um banco de dados que pode ser compartilhado com instituições como o Ministério Público, a Polícia Civil e demais órgãos de segurança, justiça e controle social.

O governador Mauro Carlesse destacou que o sistema PMTO Mobile era o que estava faltando para incrementar a atuação da Polícia Militar, além de estar em consonância com os investimentos em tecnologia feitos pelo Governo Estadual. Segundo o Governador, muitos outros projetos estão em curso para modernizar e facilitar as ações da polícia e promover segurança para a população tocantinense.

“Este é um projeto desenvolvido no Estado que está sendo lançado como piloto aqui em Gurupi e, posteriormente, será lançado em Araguaína e nas demais localidades do Tocantins. Esse sistema, aliado aos novos policiais que virão a partir do concurso da PM, vai melhorar ainda mais os serviços da nossa Polícia. E é isso o que queremos, que os empresários e as famílias que chegam ao Tocantins se sintam acolhidos e seguros com a atuação do poder público”, enfatizou o Governador.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Silva Neto, ressaltou as qualidades do novo comandante da corporação em Gurupi e as parcerias com o Ministério Público do Trabalho, Poder Judiciário e Fundação Pró-Tocantins para implantação do sistema PMTO Mobile. Ele destacou que o sistema PMTO Móbile, dá início a um novo cenário tecnológico na instituição, sendo fruto do empenho de cada um dos integrantes da PMTO. Esclareceu ainda que o Centro de Operações da Polícia Militar, o COPOM, possibilitando a acomodação do sistema móbile PMTO e também a disseminação para toda a PMTO, valorizando a história e tradição da Polícia Militar. “A implantação desse projeto vai potencializar o trabalho policial nas ruas, sendo um marco histórico para a corporação”, frisou.

A implantação do sistema é fruto de uma parceria entre a Polícia Militar, por meio da Fundação Pró-Tocantins, e o Ministério Público do Trabalho, que resultou na destinação de recursos para a aquisição de kits compostos por smartphone/tablet e impressora térmica portátil, que serão utilizados nas viaturas da PM.

Mais ações

Ainda na solenidade, o governador Mauro Carlesse efetivou a criação do Centro de Operações Policiais Militares (Copom) e lançou a operação Cidade Blindada, com o reforço do policiamento preventivo e intensificação das ações de combate à criminalidade em Gurupi e região. O Governador também entregou a última etapa da reforma do 4º BPM.

Presenças

A solenidade foi prestigiada pelo vice-governador Wanderlei Barbosa, pelo deputado federal Carlos Gaguim e pelos deputados estaduais Olyntho Neto e Luana Ribeiro, além do vice-prefeito de Gurupi, Gleydson Nato, secretários de Estado e outras autoridades.

Revisão: Luana Barros.

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Educação estima que mais de 3 mil crianças não estão matriculadas em Araguaína

Mais de três mil pais ainda não matricularam seus filhos em Araguaína, de acordo com levantamento realizado pela Secretaria da Educação. As escolas e creches municipais de Araguaína retornaram às atividades, no início de fevereiro, seguindo medidas de segurança contra a covid-19. Esse retorno está sendo progressivo, com divisão dos estudantes em dois grupos que revezam entre as aulas presenciais e atividades remotas, e os casos de risco estão somente no modelo não-presencial.
 
A estimativa da secretaria leva em consideração o número de alunos matriculados em 2020. Até o momento, 18,6 mil alunos foram registrados para este ano letivo, sendo que, em 2020, foram atendidas 22 mil crianças. “Assim como um doente deve procurar um local especializado, um médico, a criança para ter acesso à educação precisa se dirigir à escola e ter um especialista na área, que é o professor”, afirmou o superintendente municipal da Educação, Railon Gomes.
 
Abandono intelectual
“Toda essa preparação para receber novamente os alunos foi elaborada ainda no ano passado porque é mais que um desejo fornecer uma boa educação às crianças de Araguaína, é um dever instituído”, explicou o superintendente. São vários os artigos que falam dessa obrigação, entre eles 205 e 229 na Constituição Federal, 2 e 4 na Lei de Direitos e Base (LDB) e 4, 22 e 53 no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).
 
No mesmo espaço que atribui ao Estado a obrigação de fornecer a Educação, também exige que os pais forneçam condições para que a criança tenha acesso à escola. “O ensino básico é obrigatório e gratuito dos 4 aos 17 anos. Os pais que não fornecessem essa oportunidade podem estar praticando crime de abandono intelectual de seus filhos”, alertou Railon.
 
Há vagas
O objetivo da Rede Municipal de Ensino é atender toda criança em idade escolar desde a Educação Infantil ao Ensino Fundamental 1, do 1º ao 5º ano. Para isso, a Prefeitura possui 33 creches e 33 escolas na zona urbana e outras 13 escolas na zona rural, disponibilizando 25 mil vagas.
 
Para realizar a matrícula, os pais devem ir até a secretaria da unidade de ensino no horário das 7 às 11 horas e das 13 às 17 horas, levando a documentação necessária. Em caso de dúvidas, os pais podem entrar em contato com os setores pedagógicos da Secretaria da Educação, por meio dos telefones 3411-5609/ 3411-5646/3415-1989, para saber a escola ou creche mais próxima de suas casas.
 
Medidas preventivas
As unidades de ensino estão preparadas desde o final do ano passado para receber os alunos, atendendo às exigências contidas na Portaria nº 185/2020 que estabelece protocolo com as normas sanitárias e de distanciamento social.
 
Entre as regras de prevenção estão respeitar a demarcação de 1,5 metro no espaço na entrada da instituição, banheiros, carteiras e bebedouros, e uso obrigatório de máscaras. Os alunos terão a temperatura corporal aferida na entrada da unidade e os que apresentarem mais de 37,5º deverão ser encaminhados de volta à residência para que a família procure assistência médica. Também não será permitida a permanência de crianças e adultos com sintomas gripais.

Marcelo Martin
Foto: Marcos Sandes/Ascom

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS