qui. out 29th, 2020

Vereadora Detina defende que município de Carmolândia implemente política de geração de empregos

A vereadora da cidade de Carmolândia, Detina (PODEMOS), manifestou essa semana sua preocupação com a falta de políticas públicas voltadas para geração de empregos no município. Segundo a parlamentar o gestor municipal deve criar condições para atrair empresas que possam se instalar no município.

De acordo com IBGE, em 2018, o salário médio mensal era de pouco mais de um salário-mínimo. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 11,2%, ou seja, 285 pessoas empregadas. Na comparação com os outros municípios do Estado, Carmolândia ocupava as posições 139 de 139 e 39 de 139, respectivamente. Já na comparação com cidades do país todo, ficava na posição 5552 de 5570 e 3093 de 5570, respectivamente.

Considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário-mínimo por pessoa, tinha 42,9% da população nessas condições, o que o colocava na posição 87 de 139 dentre as cidades do Estado e na posição 2373 de 5570 dentre as cidades do Brasil.

A vereadora falou de sua preocupação com políticas públicas para geração de empregos e renda no município. “A minha preocupação com os problemas que atingem a nossa população são vários. Saúde, educação, moradias e também na falta de políticas públicas voltadas para geração de empregos e rendas. O sistema público não suporta empregar todas as pessoas que precisam trabalhar, por isso vejo que é preciso que o gestor municipal crie condições para atrair empresas para Carmolândia,  e apoia  o nosso comerciante local”.

Por Geovane Oliveira

Me siga

Categorias