sáb. jan 23rd, 2021

STF anula sentença de Moro no caso Banestado por quebra de imparcialidade

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (25) anular uma sentença proferida pelo ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, no caso Banestado, esquema de corrupção ocorrido na década de 1990.

A decisão ocorreu porque o colegiado entendeu que houve quebra de imparcialidade de Moro ao julgar um recurso do doleiro Paulo Roberto Krug.

Segundo os ministros, o ex-juiz agiu de forma irregular ao colher depoimentos durante a verificação da delação premiada de Alberto Youssef, e ao juntar documentos aos autos depois das alegações finais da defesa. As informações foram publicadas pelo portal G1.

Os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram pela anulação da condenação. Edson Fachin e Cármen Lúcia manifestaram-se pela manutenção da sentença e pelo reconhecimento da regularidade da conduta de Moro.

No entanto, diante da ausência de Celso de Mello, em licença médica, prevaleceu o resultado mais favorável ao doleiro Paulo Roberto Krug, conforme determina o regimento do STF.

Em nota, Sergio Moro disse que a regularidade de sua atuação foi confirmada por outros tribunais superiores.

“Em toda minha trajetória como Juiz Federal, sempre agi com imparcialidade, equilíbrio, discrição e ética, como pressupõe a atuação de qualquer magistrado. No caso específico, apenas utilizei o poder de instrução probatória complementar previsto nos artigos 156, II, e 404 do Código de Processo Penal, mandando juntar aos autos documentos necessários ao julgamento da causa”, escreveu Moro.

br.sputniknews

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Campos Lindos recebe cestas básicas adquiridas com emendas do deputado Eduardo Siqueira

A distribuição de cestas básicas, às famílias de baixa renda impactadas pela pandemia tem sido constante, em vários municípios tocantinenses. O deputado estadual Eduardo Siqueira Campos (DEM), sempre está atento ás demandas da...

Brasil paga à Índia mais que o dobro que países europeus pela vacina da AstraZeneca

Brasil e África do Sul pagam à Índia um valor duas vezes e meia maior que os países europeus pelas vacinas da AstraZeneca produzidas no Instituto Serum. A informação foi publicada nesta...

Bombeiros localizam corpo de homem desaparecido no Rio Lontra

A equipe de mergulhadores do 2º Batalhão de Bombeiros Militar, sediada em Araguaína, localizou e recuperou o corpo do pescador Nilton César Moreira, 45 anos. Ele havia desaparecido no Rio...

Caminhão e moto pegam fogo em ocorrência atendida pelo CBMTO

Um casal morreu no início da manhã desta quinta-feira, 21, no interior do município de Wanderlândia, no norte do Tocantins. Era por volta das 7h20, quando o Corpo de Bombeiros...