Polícia Federal faz operação contra desvio de dinheiro do fundo de saúde de Araguaína

Polícia Federal faz operação contra desvio de dinheiro do fundo de saúde de Araguaína

 

A Polícia Federal realiza nesta quarta-feira (24) uma operação para desarticular um esquema criminoso que supostamente vinha desviando recursos públicos do Fundo Municipal de Saúde de Araguaína, no norte do Tocantins. Estão sendo cumpridos 17 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal. A ação foi chamada de operação Sempiternus.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal Cível e Criminal da Justiça Federal de Araguaína. Além das buscas realizadas na cidade, também existem mandados sendo cumpridos em cidades do estado de Goiás e no Distrito Federal.

A Polícia Federal afirmou que o esquema criminoso se utilizava de uma Organização Social contratada pelo município para gerenciamento, operacionalização e execução das ações e serviços de saúde do Hospital Municipal de Araguaína (HMA), Ambulatório Municipal de Especialidades (AME) e UPA Anatólio Dias Carneiro.

Os recursos públicos estariam sendo desviados destas unidades, mas a Polícia Federal não informou qual o tamanho do prejuízo aos cofres públicos ou como o esquema funcionava.

Os mandados que estão sendo cumpridos, de acordo com a PF, têm como objetivo a obtenção de novas provas, a interrupção das ações criminosas, além de delimitar a conduta de cada suspeito e resguardar a aplicação da lei penal.

Os investigados, que não tiveram as identidades informadas, são suspeitos de cometer os crimes de fraude a licitação, peculato e organização criminosa.

O nome da operação deriva do latim e faz referência a palavra Sempiterno, cujo significado é algo que é constante e eterno. O nome foi escolhido porque a ação criminosa estaria afetando o Fundo Municipal de Saúde de Araguaína há vários anos, desde a antiga Organização Social que era responsável pela gestão das unidades e foi alvo de investigação em 2018.

Fonte G1 Tocantins 

 


ÚLTIMAS NOTÍCIAS