09 - abril - 2020

PF investiga organização criminosa responsável por fraudes bancárias

Palmas/TO – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (11/2) a Operação Phishing, visando desarticular organização criminosa envolvida em fraudes bancárias eletrônicas. Aproximadamente 30 policiais federais cumprem cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas SJ/TO, nos municípios de Palmas/TO e Porto Nacional/TO.

A investigação teve início após apresentação do Relatório de Análise de Fraudes Bancárias, que identificou um esquema de fraude no pagamento do imposto Simples Nacional por empresas localizadas no estado do Tocantins, por meio de fraudes eletrônicas em prejuízo a contas bancárias da Caixa Econômica Federal, ocorridas entre 2016 e 2017. Estima-se que o montante do prejuízo à Caixa Econômica Federal seja de aproximadamente R$ 180 mil.

Os investigados devem responder pelos crimes de furto mediante fraude, organização criminosa e lavagem de dinheiro, cujas penas podem ultrapassar 26 anos de reclusão.

O nome da operação faz referência ao termo atualmente utilizado para descrever a aquisição de dados pessoais e financeiros de vítimas por meio de mensagens falsas na internet, bem como a palavra “fishing” em inglês (pescaria), uma vez que os principais alvos da operação são empresas de caça e pesca.

Comunicação Social da Polícia Federal em Tocantins

Me siga

Categorias