Bolsonaro troca o comando de 6 ministérios

Bolsonaro troca o comando de 6 ministérios

O presidente Jair Bolsonaro trocou o comando de seis ministérios nesta segunda-feira (29). As mudanças são na Casa Civil, Secretaria de Governo, na Advocacia-Geral da União (AGU), no Ministério da Defesa, no Ministério da Justiça e Segurança Pública e no Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Na Casa Civil da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo, assume o lugar do general Walter Souza Braga Netto.

O Ministério da Defesa passa a ser chefiado por Braga Netto após a demissão de Fernando Azevedo e Silva.

O novo chanceler brasileiro é o embaixador Carlos Alberto Franco França, diplomata de carreira que estava na assessoria especial da Presidência da República. França assume o lugar que era de Ernesto Araújo.

O novo ministro-chefe da AGU é André Mendonça, que passar a ocupar o lugar de José Levi. Mendonça já chefiou a AGU no início do governo Bolsonaro.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, que estava sob o comando de André Mendonça, passa a ser chefiado pelo delegado da Polícia Federal Anderson Torres.

Já a Secretaria de Governo da Presidência da República, que estava com Luiz Eduardo Ramos, passa ser comandada pela deputada federal Flávia Arruda (PL-DF).

No balanço, três ministros deixam o governo Jair Bolsonaro: Ernesto Araújo (MRE), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e José Levi (AGU). Outros três ministros foram remanejados de posição: Walter Souza Braga Netto, André Mendonça e Luiz Eduardo Ramos.

O diplomata Carlos Alberto Franco França, o delegado da Polícia Federal Anderson Torres e deputada federal Flávia Arruda (PL-DF) passam a fazer parte do time de ministros de Jair Bolsonaro.

br.sputniknews.com