Após solicitação da OAB, Caixa retoma PAB na Justiça do Trabalho em Gurupi

Após solicitação da OAB, Caixa retoma PAB na Justiça do Trabalho em Gurupi

Após atuação conjunta da OAB-TO (Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins) e da Subseção de Gurupi, a Caixa Econômica Federal reabriu, nesta terça-feira, 24 de julho, o PAB (Posto de Atendimento Bancário) localizado na sede da Vara da Justiça do Trabalho em Gurupi. O posto vai funcionar todas as terças e quintas-feiras.
 
No dia 14 de maio, a OAB-TO, em reunião com a participação do presidente Walter Ohofugi, do secretário-geral, Célio Henrique Magalhães Rocha, das procuradoras de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia Rita Vattimo Rocha e Lidiane Giordani, do presidente da Comissão de Acesso à Justiça, Alexandre Abreu Aires Júnior, e a advogada da Procuradoria de Prerrogativas Alessandra Soares Cezar, solicitou ao gerente regional da Superintendência da Caixa Econômica Federal do Tocantins, Vandeir da Silva Ferreira, a reabertura do posto de atendimento do banco na subseção da Justiça do Trabalho em Gurupi.
 
A reivindicação havia sido feita pelo presidente da Subseção de Gurupi, Albery Cesar de Oliveira, atendendo pedido da advocacia da cidade do Sul do Estado. Na reunião, o banco pediu um tempo para fazer a reabertura do PAB.
 
Dois meses depois, na tarde de 12 de julho, a vice-presidente da OAB de Gurupi, Venância Figueiredo, o conselheiro federal Adilar Daltoé, a secretária-geral da Subseção, Gisseli Bernardes, e os procuradores de Defesa de Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Tiago Barzotto e Welson Dantas, além dos advogados Sávio Barbalho, Cleusdeir Ribeiro e Dulce Coscia, também se reuniram com o superintendente da Caixa para tratar do tema. Foi nessa segunda reunião que a Caixa confirmou a reabertura do PAB.
 
“Felizmente a Caixa Econômica Federal atendeu os pleitos da advocacia. A Seccional e a Subseção não mediram esforços para que esse posto fosse reaberto. Destaco o empenho de todos os colegas, nas pessoas da nossa vice-presidente Venância e do presidente Walter Ohofugi”, salientou. Albery destacou que a falta do PAB tinha prejudica muito os advogados e advogadas que militam na Justiça do Trabalho na cidade. “Trabalhamos juntos em prol da classe”, destacou.