dom. jan 17th, 2021

Tocantins celebra um ano de implantação do serviço de cirurgias cardíacas pediátricas

O Tocantins chega a um ano de implantação do serviço de cirurgias cardíacas pediátricas, com 56 procedimentos realizados e uma economia de 65% nos custos que eram necessários anteriormente devido à transferência de pacientes para outros estados da Federação. De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), de 2016 a 2018, o Estado do Tocantins gastou cerca de R$ 10 milhões com a transferência de 56 crianças para a realização deste tipo de cirurgia em outros locais, por meio de decisão judicial e 136 reguladas.

Os números apesar de relevantes, não conseguem expressar a dimensão da esperança que levou às famílias atendidas, como a da professora Regiana Garcia Martins, moradora de Araguaína. Mãe do pequeno Thallis Martins da Silva, ela relata sua história. “Com oito dias de nascido nós descobrimos que ele tinha um sopro no coração e o médico que o acompanhava falava que não precisava operar, mas que tínhamos que cuidar com as brincadeiras e os esforços que ele fazia. Há alguns meses mudamos de médico e ele disse que a cirurgia resolveria o problema. Graças a Deus em pouco tempo conseguimos realizar o procedimento, onde fomos muito bem atendidos e só temos que agradecer a Deus e à equipe que cuidou muito bem do meu filho. Nossa esperança agora é que ele viva como toda criança normal!”, afirmou.

A história de Regiana e Thallis mostra o diferencial que o serviço fez para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) no Tocantins. “Ouvirmos estes relatos nos motiva a continuar trabalhando por uma saúde pública digna para a população tocantinense. Seguimos fazendo parte de um seleto grupo de Estados com serviços de cirurgias cardíacas pediátricas congênitas, com atendimentos a recém-nascidos e adolescentes de até 18 anos” destacou o titular da SES, Dr. Edgar Tollini, acrescentando que tudo isso é resultado dos investimentos realizados pela Gestão Estadual, que destina em torno de 18% dos recursos provenientes da Receita Corrente Líquida (RCL) para a saúde.

De setembro de 2019, quando o serviço foi implantado no Estado até hoje, 39 cirurgias cardíacas pediátricas, tradicionais já foram realizadas no Hospital Municipal de Araguaína (HMA), além de 17 cirurgias cardíacas por hemodinâmica no Hospital Dom Orione (16) em Araguaína e no Hospital Geral de Palmas (1).

Cateterismo

Os pacientes com necessidades de cateterismo de urgência tem seus procedimentos realizados em Palmas e Araguaína, dependendo do local em que estiver, reduzindo tempo de deslocamento e gastos. Os procedimentos eletivos são feitos no Hospital Dom Orione, em Araguaína e no HGP, em Palmas, seguindo um fluxo feito pela SES e obedecendo a fila criada pela Central de Regulação do Estado.

Aldenes Lima/Governo do Tocantins

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Decreto do Governo do Tocantins prorroga benefício fiscal para fomentar a economia durante a pandemia

Os contribuintes dos itens constantes nos artigos 3º e 4º do Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e...

“Ponto antes era desacreditado, agora está se desenvolvendo com o apoio do poder público”, afirma Wagner Rodrigues

A região da Feirinha, que segue em processo de revitalização e teve a primeira etapa entregue em dezembro de 2020, passa a contar a partir desta sexta-feira, 15, com uma...

Prefeito e vereadores de Aliança serão investigados por promoverem aglomeração

O Ministério Público do Tocantins (MPTO), por meio da 8ª Promotoria de Justiça de Gurupi, instaurou nesta sexta-feira, 15, Inquérito Civil Público com vistas a apurar o suposto ato de...

Renato Jayme assume presidência do Naturatins

Nesta sexta-feira, 15, Renato Jayme da Silva inicia análise e planejamento das ações que serão continuadas em sua gestão à frente da presidência do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). Após...