Polícia Militar divulga relatório anual de ações do Comando de Policiamento do Interior

Polícia Militar divulga relatório anual de ações do Comando de Policiamento do Interior

Responsável pelo desenvolvimento das ações e operações dos Batalhões e Companhias Independentes Operacionais da Polícia Militar do Estado do Tocantins (PMTO), o Comando de Policiamento do Interior (CPI) divulgou nesta sexta-feira, 21, o relatório anual das atividades desenvolvidas entre os meses de janeiro e novembro de 2018.

O CPI agrega os seguintes Batalhões Operacionais: 2º BPM, com sede em Araguaína; 3º BPM, com sede em Pedro Afonso; 4º BPM, com sede em Gurupi; 7º BPM, com sede em Guaraí; 9º BPM, com sede em Araguatins e as companhias independentes: 1ª CIPM, em Arraias; 2ª CIPM, em Dianópolis; 3ª CIPM, em Colinas; 4ª CIPM, em Lagoa da Confusão e 5ª CIPM em Tocantinópolis.

Conforme o relatório apresentado, neste ano a PM dispôs de um efetivo total de 1.437 militares no policiamento do interior, área do CPI, dentre operacional e administrativo. Foram empregados 335 PMs em Araguaína; 276 em Gurupi; 181 em Araguatins; 126 em Arraias; 96 em Tocantinópolis; 99 em Colinas; 90 em Dianópolis; 86 em Guaraí; 72 em Pedro Afonso; 56 em Lagoa da Confusão.

Com esse efetivo operacional o CPI tem sob sua responsabilidade 108 cidades para serem policiadas, correspondendo a 77,7% do total das cidades do Estado, com uma população aproximada de 1.020.345 (um milhão, vinte mil e trezentos e quarenta e cinco) habitantes, segundo população estimada do IBGE/2018, o que corresponde a 65,60% do total da população do Estado.

Na análise dos dados de produtividade no ano de 2018 a Polícia Militar realizou 1.965 prisões com auto de prisão em flagrante, 370 prisões por Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), 225 cumprimentos de mandados de prisão e 257 apreensões de menores infratores.

Apreensão de drogas

No que tange a apreensão de entorpecentes, a Polícia Militar apreendeu aproximadamente 24 kg quilogramas de drogas dentre maconha, crack, cocaína e outras.

Armas de fogo

 Referente a armas de fogo, a Polícia Militar apreendeu 237 armas brancas, 353 armas de fogo e 4.337 munições.

Sobre o CPI

O CPI é um Grande Comando da Polícia Militar do Tocantins com encargo de realizar o policiamento ostensivo, preservar a ordem pública e executar as demais atividades de Segurança Pública em sua área circunscricional, com a finalidade de proporcionar aos cidadãos condições plenas para o usufruto dos direitos e cumprimento dos deveres constitucionais.

Para consecução dos seus fins, implica planejar e gerir situações, eventos e oportunidades que ensejam a aplicação de recursos humanos e materiais em prol desse compromisso permanente.

Em razão da obrigatoriedade da manutenção da segurança social, o CPI busca avaliar, ano a ano, as atividades executadas, os resultados obtidos, as demandas e os recursos disponíveis, na busca incessante pela informação mais sólida e eficiente possível.