Conecte-se conosco

Política

Câmara aprova projeto que tipifica crime de injúria racial em locais públicos

Publicada

em

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (30) o Projeto de Lei 1749/15, que tipifica o crime de injúria quando cometido em locais públicos ou locais privados abertos ao público e de uso coletivo. A proposta será enviada ao Senado.

O texto, de autoria da deputada Tia Eron (Republicanos-BA) e do ex-deputado Bebeto, atribui pena de reclusão de 2 a 5 anos e multa para esse tipo de injúria se praticada nesses locais.

De acordo com o substitutivo aprovado, do deputado Antonio Brito (PSD-BA), o enquadramento depende do uso de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

Atualmente, o crime de injúria por esses motivos existe apenas no Código Penal e prevê pena de reclusão de 1 a 3 anos e multa, sem fazer referência ao local onde ocorre como agravante.

Inicialmente, o projeto considerava a condição de pessoa idosa ou com deficiência como elementos de enquadramento se usados pelo acusado.

Para Tia Eron, “a injúria racial, quando praticada em locais públicos ou privados abertos ao público, atinge a honra de toda uma coletividade de pessoas que compartilham a mesma cor, raça ou etnia, atentando contra os princípios básicos de civilidade. Não há uma pessoa desta coletividade que não se sinta atingida.”

Ação incondicional
O relator optou, entretanto, por fazer as mudanças apenas na Lei de Preconceito Racial, sem mexer no Código Penal.

Quanto à proposta de tornar incondicionada a abertura da respectiva ação penal, ou seja, situação em que o Ministério Público pode agir independentemente de queixa do ofendido, Brito argumentou que esse é o padrão da legislação, sem necessidade de especificar no texto.

Paulo Sérgio/Câmara dos Deputados
Debater a desigualdade e a violência contra a mulher negra no Brasil. Deputado Antonio BRITO PSD-BA
Antonio Brito, relator do projeto de lei

O substitutivo também retira a menção à conduta praticada por meio das redes sociais, pois a pena atual é superior à pena proposta no projeto de lei. “Por fim, propomos retirar a menção à conduta praticada por meio das redes sociais, pois a Lei 13.964/19 alterou o Código Penal triplicando a pena dos crimes contra a honra cometidos ou divulgados nas redes sociais, variando de 3 a 9 anos”, afirmou Antonio Brito.

Igualdade racial
O relator ainda destacou a importância de aprovar a proposta em novembro. “É o mês em que se faz a reflexão sobre a igualdade racial no País. Somos todos iguais, nem mais nem menos”, disse Brito.

O deputado Joseildo Ramos (PT-BA) lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu recentemente que o crime de injúria racial não tem prescrição. Já o deputado Bira do Pindaré (PSB-MA) anunciou que a bancada preta planeja apresentar novas propostas para combater o racismo, com base em estudo de comissão de juristas negros.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

                   

Estado6 horas atrás

Tocantins registra mais 2.401 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Neste sábado,22, o Estado do Tocantins contabilizou 2.401 novos casos confirmados da Covid-19, sendo 1.224 das últimas 24h. O restante...

Destaque10 horas atrás

Desafios do ano eleitoral para o campo socioambiental no Brasil

O presidente do PSB em Goiás, deputado federal Elias Vaz, avalia como positiva para “as forças progressistas” formar uma federação...

Política1 dia atrás

Jackson anuncia a construção de mais uma casa para moradora de Darcinópolis

A administração do prefeito, Jackson Sores, vem investido em melhorias na infraestrutura, construção de novas estradas, pontes, Posto de Saúde...

Política1 dia atrás

Mãe do presidente Jair Bolsonaro morre aos 94 anos

Morte foi informada pelo presidente nas redes sociais. A mãe do presidente Jair Bolsonaro, Olinda Bonturi Bolsonaro, morreu na madrugada...

Geral2 dias atrás

Governo do Estado reforça as ações de ajuda aos desabrigados pela cheia no Bico do Papagaio

O governador o governador do Tocantins em exercício, Wanderlei Barbosa, sobrevoou nesta quinta-feira, 20, as áreas afetadas pelas enchentes do...

Política2 dias atrás

Ministro Lewandowski pede informações a estados sobre possíveis irregularidades na vacinação de crianças e adolescentes

Segundo a Advocacia-Geral da União, dados revelam imunização fora dos padrões da Anvisa e do plano de vacinação contra a...

Destaque2 dias atrás

Após 15 anos, PRTB tem novo comando no Tocantins

Desde a última quinta-feira, 13, o Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB)  no Tocantins está sob o comando do empresário Freed Lustosa....

Artigo3 dias atrás

A história por trás da população idosa que sofre com as novas regras da previdência

Nos últimos anos, as regras previdenciárias mudaram de uma forma que está afetando a população idosa. Neste artigo, discutiremos como...

Estado3 dias atrás

Educação atende a solicitação dos municípios e reformula calendário escolar de 2022

Continuam garantidos os 200 dias letivos e a previsão de aulas presenciais na rede estadual de ensino. O Governo do...