Governo do Tocantins realiza dia D contra queimadas em Lagoa da Confusão

Governo do Tocantins realiza dia D contra queimadas em Lagoa da Confusão

O município de Lagoa da Confusão recebeu nesta sexta-feira, 29, a equipe formada pelo Governo do Tocantins, que integra o Comitê do Fogo, para atuarem na sensibilização e na prevenção contra os incêndios florestais na região. O objetivo é visitar as zonas rural e urbana, informando sobre os prejuízos que as queimadas podem ocasionar ao meio ambiente e à saúde da população. A primeira ação ocorreu em Palmas, no dia 25; sendo que, na quinta-feira, 29, os técnicos estiveram na cidade de Formoso do Araguaia.

As estratégias de sensibilização atendem ainda o Decreto Emergencial, publicado pelo governador do Estado, Mauro Carlesse, no final do mês de maio, e tem como objetivo agir antecipadamente para que os números de focos de incêndios do Tocantins sejam menores. Os municípios que compõem a lista no Decreto são: Lagoa da Confusão, Paranã, Formoso do Araguaia, Pium, Rio Sono, Ponte Alta do Tocantins, Mateiros, Lizarda, Almas e Santa Rita do Tocantins. O Governo segue a Portaria do Ministério do Meio Ambiente nº 47, de 7 de março de 2018, que declarou também estado de emergência ambiental em épocas e regiões específicas na qual o Tocantins está inserido, neste caso, entre os meses de abril e novembro de 2018.

Representando a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), a engenheira ambiental Cinthia Pires explicou que órgãos e parceiros se uniram para percorrer sete municípios. “Entramos no período de estiagem e, com isso, o risco de incêndios é eminente, por isso antecipamos as visitas a campo”, afirmou a engenheira. O Governo, segundo Cinthia, está fazendo a parte dele com projetos pontuais, prevenção e campanha. “Porém, a população precisa colaborar, pois depois que um foco de incêndios se descontrola na mata seca é muito difícil de combater”, reforçou.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), de janeiro até o momento, o Tocantins está em 3° lugar no ranking de queimadas, com 1.734 focos de incêndios; em primeiro lugar está o Mato Grosso, que contabiliza 4.208; e Roraima em segundo na lista, com 1.929 focos.

Ação para o dia D

São 26 órgãos comprometidos para cumprir o Plano de Ação de 2018, antecipando o Combate a Incêndios, que se intensificará a partir do mês de agosto e seguirá até o mês de outubro: Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh); Coordenadoria Estadual da Defesa Civil; Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju); Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins); Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins); Agência Tocantinense de Transporte e Obras (Ageto); Secretaria de Estado da Saúde (SES); Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc); Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); Fundação Nacional do Índio (Funai); Exército Brasileiro; Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro); Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); Polícia Ambiental; Defesa Civil Municipal de Palmas; Guarda Metropolitana; Corpo de Bombeiros; Ministério Público Estadual; Instituto de Terras do Tocantins (Itertins); Federação da Agricultura e Pecuária do Tocantins (Faet), Centro de Monitoramento Ambiental e Manejo do Fogo (Cemaf); Comitê Estadual de Combate a Incêndio Florestal e Controle de Queimadas no Estado do Tocantins (Comitê do Fogo); Fundação Municipal de Meio Ambiente de Palmas; Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Adapec); Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte; e Associação Tocantinense de Municípios (ATM).